Como o crescimento da Nova Economia está transformando as transações financeiras


Se você deu uma olhada no estudo da Esentia sobre a Black Friday, publicado em dezembro de 2015, viu que uma das constatações mais surpreendentes foi a participação dos dispositivos móveis nas vendas on-line no Brasil. No terceiro trimestre de 2015 os pagamentos on-line chegaram a 20%. Destes, 77% representaram apenas as transações via smartphone no mesmo período. Além disso, mostramos uma grande tendência para 2016: o crescimento do M-Commerce (mobile commerce).

A partir do nosso Painel da Nova Economia, detectamos 3 fatores que contribuem ainda mais para a revolução na maneira com que pagamos pessoas, produtos e serviços no dia-a-dia:

1º fator
A consolidação da Economia Compartilhada (ou Nova Economia) aquela do Airbnb, Blalacar etc;

2º fator
Aumento do uso de aplicativos que permitem que o consumidor pague sem precisar, de fato, estar com sua carteira no bolso. Os exemplos mais populares no Brasil são a Starbucks, o 99Taxis e o Uber;

3º fator
A popularização das plataformas que facilitam os pagamentos on-line — como Paypal, Venmo, PagSeguro e outras que organizam ingressos, comprovantes, passagens aéreas em aplicativos como o Wallet, da Apple, por exemplo.

Devido a estes fatores estarem cada vez mais fortes e presentes no quotidiano dos consumidores e empresas, estimamos que em 2016 esse movimento irá inflar ainda mais o crescimento das transações financeiras on-line.

“Se em 2015 chegou a 20%, em 2016 afirmamos, sem medo de errar, que esse tipo de pagamento representará 33%.”

Conheça mais sobre os Painéis da Esentia. São estudos profundos e contínuos sobre: café, público-jovem, governança e compliance, nova economia (começando em abril de 2016) entre outros.

www.esentia.com.br

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Esentia’s story.