A tua voz

Vozes roucas, finas, melodiosas, estáticas… a quantidade de vozes diferentes nesta vida é-me quase sem fim.

Há vozes que me ficam… que me envolvem, torcem e arrepiam. Há vozes que longe parecem perto e vozes que me falam ao ouvido.

Mas as vozes que arranham e trepam pela espinha, roucas e graves, que vibram cá dentro, que no meio do caos dos vibratos são doces e meigas e dão vontade de ficar, essas são as mais difíceis. São vozes que estremecem a memória pelo tempo fora e são vozes que querem tempo pelo tempo fora.

A tua voz mora em mim.

Luv, M.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Maria João’s story.