Pai, eu já sou “rapaz”, se lembra?

Eu e Nicolas no fliperama

Algumas vezes eu esqueço de como o tempo passa rápido,
e então você me faz lembrar em frases desconcertantes com essa.

Sei que ainda temos muito o que caminhar.
Você ainda não está 100% autônomo,
nem de longe é.

Tomar banho,
escovar os dentes,
ou pentear o cabelo
são algumas das coisas que nós ainda fazemos por você.

É claro que você já conseguiu a sua independência em outras coisas.
Almoçar,
se vestir,
e principalmente, navegar na Internet!
Ah, isso você faz como ninguém!

13 anos se passaram filho,
e você nos surpreende a cada dia!
Suas conquistas e vitórias iluminam a nossa vida!
Você é o nosso orgulho,
nossa maior riqueza!
Sua bondade e seu carisma encantam quem o ouve.

É certo que sua maturidade ainda está longe da idade que tem,
mas ela evolui
e nos cativa.

O carinho de suas palavras
abrem portas, corações
e despertam paixões.

Nossa estrada é longa meu filho,
e quando eu tento amarrar o cadarço do seu tênis
você me diz com uma voz ainda infantil:
pai, eu sou ‘rapaz’, se lembra?
E temos a certeza que estamos no caminho certo!