A importância dos Estagiários para as organizações

Jovens talentos são peças fundamentais para a sociedade em transformação

Já refletimos sobre o chamado Bônus Demográfico em conteúdos anteriores publicados por aqui. No entanto, acreditamos que reafirmar essa temática neste texto é fundamental para construirmos uma reflexão mais profunda sobre a importância da juventude em tempos complexos.

O bônus demográfico é resultado da redução da taxa de fecundidade (as famílias têm menos filhos) e da diminuição da mortalidade em uma população. Isso aumenta a proporção de pessoas em idade de trabalhar (entre 15 e 64 anos) em relação à população dependente. O Brasil, por exemplo, possui mais de 50 milhões de jovens. O aumento da população nessa faixa etária começou no início da década de 2010 e terá seu auge em 2020.

Os relatórios divulgados pela ONU, bem como outras estatísticas, como a do Bank Of America, apontam para um cenário de jovens cada vez mais protagonistas das transformações na sociedade, na economia e no mundo do trabalho.

A Geração Y será responsável por 75% da força mundial de trabalho até 2025 (Bank of America)

Ao longo dos anos de existência da Eureca e em todos os pontos de contato que estabelecemos com jovens, aprendemos algumas coisas bem importantes:

  1. A juventude carrega energia e força para promover rupturas no status quo.

2. Existem milhares de iniciativas e movimentos jovens impactando negócios, organizações, comunidades e instituições públicas: Movimento Empresa Júnior, AIESEC, Pro-Líder, Movimento Choice e Global Shapers, ilustram bem esse ecossistema pulsante.

Foto: Viagem Turismo Abril — Intercâmbio AIESEC

3. A Geração de Jovens tem acesso amplo a conhecimentos e tecnologias. São indivíduos que carregam o Paradigma da Abundância na veia.

4. São atores sociais que enxergam os negócios por um viés mais consciente: um estudo organizado pela Delloite, o Millennial Survey, revelou que 86% dos Millenials acreditam que o desempenho financeiro não deve ser o único critério de sucesso das empresas. Pelo contrário, os impactos sociais devem ter prioridade.

A geração Millennial pretende trabalhar para organizações com um propósito. Para seis em 10 millennials, o sentido de missão faz parte da razão que os levou a escolher a empresa na qual trabalham atualmente (Millennial Survey, Delloite).

5. A geração de novos profissionais não pensa no trabalho como seus pais pensavam. Não é apenas o status social ou o dinheiro que comandam suas ações. Neste novo desenho de relações com o trabalho, a lógica do propósito e do significado para além do material surge como importância central para os jovens. O trabalho é cada vez menos visto como necessidade, e cada vez mais visto como elemento de realização e expressão.


As considerações e estatísticas que compartilhamos neste artigo delineiam com certa segurança o poder e a importância da juventude para a sociedade em transformação.

Além disso, nos fornecem bases consistentes para vislumbrarmos como esses jovens profissionais catalisam um novo olhar para as dinâmicas/relações de trabalho. Certamente, as organizações que aceitam receber esse tipo de força produtiva ganharão muito em criatividade e inovação.

Números da pesquisa: O Impacto dos Jovens nas Organizações (2018).

Para exemplificarmos esse novo olhar que a juventude fornece para as organizações, colhemos o depoimento da Luísa Daldegan, estagiária aqui na Eureca, que nos contou um pouco da sua relação com o trabalho.

A Lu também deixou um recado especial para quem está começando a trajetória profissional.


Foto: Eureca — Institucional

Sempre gostei muito de estar envolvida em várias atividades. Não me vejo estando só na graduação, afinal, as experiências que acumulo no estágio proporcionam que as matérias da Universidade fiquem ainda mais ricas. Por exemplo, desde que comecei a trabalhar na Eureca, me envolvi muito mais na área de Psicologia Organizacional: tenho estudado mais para propor melhorias dentro do que faço no meu dia-a-dia de trabalho. Além disso, os estágios na graduação representam autoconhecimento: refletimos sobre o que queremos fazer e também aprendemos a lidar melhor com trabalho, vida acadêmica, círculo social, etc.

Se você quer um estágio, busque em vários canais diferentes. Lembro que no meu primeiro estágio eu entrei em um grupo de Facebook e vários sites diferentes de vagas. Outra dica importante é investir um tempo na inscrição do Processo Seletivo que você resolveu prestar. Alguns PS’s são cansativos, possuem várias etapas e desafios, mas se é algo que você realmente quer, vale a pena se dedicar ao máximo. Hoje estou na Eureca por encarar todas as etapas do Prosel com intensidade. Valeu muito! — Luisa Daldegan.


Quer saber mais sobre o que estamos aprendendo com os mais de 160 mil jovens que impactamos em nossa rede? Conheça mais histórias e venha bater um papo conosco!

Sinta-se a vontade de me conectar via e-mail: dannilo.lins@eureca.me

Aproveite para se inscrever na nossa Newsletter Papo Reto e receba conteúdos exclusivos sobre as melhores estratégias para se conectar com a juventude.