As competências nas quais acreditamos.

Aqui na Eureca acreditamos que existem quatro competências que podem e devem ser desenvolvidas por jovens como base pra uma carreira de sucesso e pra uma vida plena.

Ao longo deste artigo você vai conhecer mais sobre cada uma e descobrir como desenvolvê-las naturalmente.

São elas:

Comunicação, Execução, Liderança e Inovação.

Essas competências foram percebidas por nós como essenciais no mercado do trabalho e na vida pessoal. Por isso, todas as oportunidades que realizamos tem como foco reconhecer e potencializar cada uma delas em quem participa com a gente.


Comunicação

Pode ser entendida como um cartão de visitas por ser a responsável pela primeira impressão que se causa em uma pessoa.

E, na Eureca, nós acreditamos que comunicação é todo tipo de diálogo genuíno que possa ser criado entre nós e o resto do mundo: é o que falamos, escrevemos, manifestamos em atitudes e na linguagem corporal… é tudo sobre nós que conversa verdadeiramente com quem e o que nos circunda.

Aqui vão algumas dicas para aprimorá-la em você:

38% da efetividade da nossa comunicação oral depende de como nós administramos o volume, ritmo, modulação, ênfase e pausa na nossa fala. Por isso, busque ter e externalizar segurança ao falar. Isso vai criar credibilidade e confiança.

Uma boa prática é saber sermos assertivos e generosos. É positivo quando não prolongamos a argumentação dentro de um assunto para mostrarmos um ponto de vista e defendermos nossas ideias. Estudar profundamente um tema antes de abordá-lo e enriquecer seu vocabulário te trarão essa prática. E se surgir um tema no qual você não tenha tanto conhecimento sobre, aproveite pra enriquecer a conversa com perguntas. Isso vai dar aquela animada na pessoa com quem você fala enquanto te traz um novo aprendizado.

Saber ouvir também é tão importante quanto saber falar. Pra isso, dedique-se pra escutar com atenção e interesse genuíno. Assim você vai conseguir demonstrar curiosidade real no que o outro fala enquanto aumenta a conexão e a satisfação das expectativas do outro lado.

Conhecer as normas de escrita da língua é importante, mas não tanto quanto transparecer a sua ideia de maneira natural. Entenda o contexto do ambiente pra saber quando ser mais ou menos formal e sempre respeite possíveis peculiaridades do seu interlocutor.

A comunicação pode se tornar uma justificativa para o preconceito quando utilizada por mentes fechadas e é seu papel evitar usá-la de tal forma. Aceite sotaques, erros gramaticais ou qualquer outra individualidade simplesmente lembrando-se que o importante em uma conversa é entender e ser entendido, é o diálogo, a diplomacia.

55% da efetividade da nossa comunicação depende de nossa linguagem corporal. E mesmo que a gente não perceba, nosso corpo nunca mente e sempre fala primeiro que nossas palavras. Conhecendo isso você deve investir em compreender os gestos da pessoa com quem dialoga e fazer do seu corpo uma ferramenta para ser compreendido.

E o mais importante: seja coerente entre o que você fala e o que você faz. Ambas as ações são, em essência, a sua Comunicação. Coerência é credibilidade e sinceridade pra consigo mesmo. É liberdade para ser-se integralmente. E, além de tudo, é um caminho simples para a felicidade. Pode parecer simples demais, mas é algo frequentemente esquecido pelas pessoas, sobretudo por jovens no caminho para a aceitação social. Essa é a maior dica de autoconhecimento e plenitude baseados em Comunicação.

Pra potencializar seu desenvolvimento nisso tudo, indicamos dois TEDs incríveis:


Execução

Tem a ver com tudo que você faz, e o quanto você se esforça pra realizar suas tarefas. Ela dá luz a um pensamento mais crítico, rápido, estruturado e, ao mesmo tempo, adaptável a mudanças.

É a competência que exige a maior quantidade de suor pra ser desenvolvida e por isso as vezes não colocamos toda a energia necessária nela. Quem nunca começou um episódio no Netflix só pra relaxar e acabou vendo uma temporada inteira e deixou as obrigações pra última hora?

Dedicar-se nessa competência é um dos maiores conselhos de grandes empreendedores e ícones de sucesso, e vale pra todo tipo de demanda que você tenha, seja para um projeto dentro de uma empresa, para um trabalho da faculdade ou até um projeto secundário que você começou.

Então aqui vão algumas dicas de como melhorar sua capacidade de Execução:

Sempre finalize o que se comprometeu a fazer no prazo combinado e com a qualidade esperada. Você pode começar cedo ou tarde, mas cumprir metas simples como essas são as preocupações iniciais que você deve ter.

Albert Einstein disse que a formulação do problema é muitas vezes mais importante que a sua solução. Por isso, desenvolva seu pensamento crítico pra fazer as perguntas certas para as pessoas certas — ou pra si mesmo — e formule soluções a partir de insights valiosos que surgirão.

Refine e busque sempre melhorar sua capacidade de organizar e analisar grandes quantidades de dados e informações, isso pode te ajudar em diversos aspectos. Não é a toa que a ciência de dados está entre as profissões do futuro. Aproveite para se aprofundar em tecnologia que te ajude nessa capacidade.

Invista em estruturas e métodos pra tornar seu trabalho mais eficiente, especialmente para aquelas atividades que você faz todo dia — assim você tem mais tempo para realizar tarefas e atividades diferentes. Assistentes digitais, agenda bem organizada e foco em automatizar tarefas repetitivas e de baixa complexidade são o caminho para a eficiência e eficácia.

Mesmo que esteja tudo muito bem planejado, mudanças de rumo e contexto podem acontecer com certa frequência. Abra-se a essas mudanças e aceite-as como oportunidades pra melhorar sua jornada em um desafio. A capacidade de adaptação é praticamente uma competência em si própria, por isso deve ser constantemente evoluída. Busque integrar áreas para criar soluções únicas. Leia vários livros ao mesmo tempo, todos com temas diferentes. Invista na capacidade de cruzar referências.

Enfim, por mais que ler seja um começo, a Execução só pode ser desenvolvida na prática. Então vai lá e faz! Mesmo que nesse momento você não tenha um projeto do trabalho ou da faculdade pra fazer, pode se desenvolver através de pequenos projetos pessoais, aplicando todas essas dicas.


Liderança

Tamanha importância que tem, essa competência é o fundamento do Prêmio Valuable Young Leaders: a nossa forma de reconhecer os futuros líderes que transformarão as organizações de dentro pra fora.

Veja como foi a primeira edição do Prêmio.

Basicamente, a Liderança é a união da maestria em três facetas: a liderança de si mesmo, a liderança de outros e a liderança de uma organização.

Ao se conhecer, você descobre quais pontos fortes deve potencializar e quais pontos fracos deve minguar. Liderar-se é o primeiro passo para se tornar um líder de sucesso.

Então deve investir na liderança de outros: com empatia, capacidade social e cognitiva, você se tornará uma inspiração e exemplo a ser seguido.

Você também liderará sua organização, seja ela qual for. Ao conhecer o contexto e ter uma visão estratégica avançada, você levará o seu centro de trabalho ao próximo nível e será o líder do sucesso organizacional.

Por fim, liderará a sociedade. Por meio de uma visão holística e a capacidade de capilarizar a sua consciência em pequenos níveis individuais interconectados, você exercerá influência completa na transformação da sua comunidade e será agente transformador da sociedade como um todo.

Se deseja desenvolver a Liderança, uma atitude primordial é o estudo do arquétipo que criamos para o VYL.

A edição 2018 do Prêmio é sua porta de entrada para esse desenvolvimento, então acompanhe a plataforma da Eureca e fique por dentro desse movimento de transformação das organizações de dentro para fora.

Se quiser se aprofundar, sugerimos os seguintes vídeos:

Série de entrevistas com C-levels e executivos sobre Liderança

Inovação

Por fim, a Inovação: mais do que criar coisas totalmente novas e disruptivas, ela tem a ver com encontrar soluções úteis e eficazes para restrições existentes. É ela que desenvolvemos quando mantemos aquela curiosidade de criança e iniciativa para sair da zona de conforto.

A Inovação tem diversas facetas: podemos ser totalmente disruptivos e criar algo novo e que nunca foi visto, mas também podemos realizar uma pequena mudança em nossas rotinas em busca da melhor solução. Os dois momentos — e os que estão entre eles — são de inovação e criatividade.

Para desenvolver a Inovação podemos seguir alguns passos simples:

Seja sempre uma pessoa curiosa, como uma criança que está descobrindo tudo pela primeira vez. Novamente, citando Einstein:

“I have no special talent. I am only passionately curious.”

Mesmo que ninguém mais acredite, é importante termos iniciativa e darmos os primeiros passos para aquilo que acreditamos que vai dar certo. Não é sobre teimosia, mas sim sobre ter uma visão focada para um caminho ainda não desbravado e se permitir ser pioneiro neste caminho.

Imaginar cenários e contextos futuros pode ajudar com a criatividade: a crescente onda de futurismo e previsão de tendências é uma área promissora e que te permite inovar.

Esteja sempre abertos ao novo: um novo hábito, uma cultura diferente ou um modelo mental que não conhecemos. Sempre o primeiro passo na direção de algo desconhecido deve ser o passo do respeito e abertura sem julgamentos. Aquilo que te é estranho pode ser sua mais nova fortaleza.

E quando uma iniciativa fizer sentido pra você, por que não arriscar? Essa é uma mentalidade comum entre grandes inovadores como Alan Turing, Sheril Sandberg, Nikola Tesla, Oprah Winfrey e Elon Musk. Para essas pessoas, o status quo não é uma barreira, mas sim um desafio a ser vencido. E ao vencer esse desafio a consequência é a inovação.

Pra te ajudar ainda mais, indicamos dois vídeos:


Por que isso é importante?

Basicamente, é nosso epicentro de conhecimento e nossa ferramenta de desenvolvimento. Nesses mais de cinco anos de história nós aprimoramos constantemente nossa visão acerca dessas competências e criamos programas inteiros baseados nelas.

E, independente do seu curso ou sonho de carreira essas competências vão te ajudar a ter sucesso e se desenvolver como pessoa.

Tenha em mente que todas elas podem ser desenvolvidas por você. Nenhuma é um talento inato e exclusivo. Mesmo tendo mais de algumas do que de outras, você pode investir esforço para desenvolver todas e a gente recomenda muito que você faça isso.

Quer um primeiro passo?

Acesse eureca.me, faça parte da nossa rede e esteja sempre em contato com a gente!