Cucumber — Pontapé inicial

Caso ainda não tenha realizado a configuração do seu ambiente de testes, acesse nosso tutorial:

No passo 6 do post Cucumber — Configuração Windows criamos uma pasta na raiz do computador, onde ficará o nosso projeto de automação. Vamos acessar esta pasta:

Abra o console e digite o seguinte comando:

cd - para acessar a raiz da máquina Enter cd [diretório desejado]

No nosso caso ficará assim:

cd projetos/testes_automatizadosEnter
Image for post
Image for post

Dentro da pasta do projeto (neste caso, ‘ testes_automatizados') crie uma arquivo chamado Gemfile (não possui extensão), nele ficará uma coleção de ' gems' que são necessárias para o desenvolvimento do nosso projeto de testes. Para começar, copie e cole no arquivo 'Gemfile' as seguintes ' gems ' (elas são necessárias para a fase inicial do nosso projeto):

source 'http://rubygems.org' gem 'capybara' -'gems' que simula o comportamento do usuário em aplicações Web. gem 'cucumber' - 'gems' que permite a escrita de testes em uma linguagem muito próxima da natural. gem 'selenium-webdriver' -'gems' responsável pela interação com o navegador.
Image for post
Image for post

Com o arquivo ‘Gemfile’, vamos instalar todas as ‘ gems’ acima e suas dependências, na pasta do projeto, com seguinte comando (no prompt):

bundle install
Image for post
Image for post

Na pasta do projeto digite o seguinte comando:

cucumber --intit

Com isso criamos a estrutura básica do nosso projeto.

Image for post
Image for post

Abra seu projeto com o editor de textos que escolheu. No caso, estou usando o Visual Studio Code:

Image for post
Image for post

A pasta ‘features’ armazena todos os arquivos que utilizaremos em nosso projeto, organizados em:

Crie uma pasta chamada ‘ specifications' dentro da pasta ' features', onde criaremos arquivos.feature contendo os cenários de testes escritos em ' Gherkin ', de uma funcionalidade específica.

Gherkin é uma linguagem específica para o negócio, que permite descrever o comportamento do software sem detalhar como esse comportamento é implementado.

Na pasta step_definitions ficam os arquivos.rb contendo os scripts de testes, ou seja, o passo a passo de execução de uma funcionalidade descrita em gherkin.

Ainda na pasta ‘ features' crie uma outra pasta e denomine ' page_objects', nesta pasta criaremos dois arquivos.rb, um contendo os elementos da página que iremos testar, e os métodos de testes, que nada mais é, que as ações que devemos simular na página (isso tudo ficará mais claro no decorrer do nosso projeto).

Por ultimo, temos a pasta ‘ support', nela temos os arquivos de configuração do nosso projeto, como o arquivo env.rb, onde definimos browser, timeout, página de acesso.

Na pasta ‘ support' vamos criar um arquivo.rb que chamaremos de ' hook ', nele vamos passar as variáveis do nosso projeto.

Abra o arquivo env.rb e adicione as seguintes requisições:

require 'cucumber' require 'selenium/webdriver' require 'capybara' require 'capybara/cucumber'

E faça as seguintes configurações:

Capybara.register_driver :selenium do |app| Capybara::Selenium::Driver.new(app, :browser => :firefox) #definição do browser end Capybara.default_driver = :selenium Capybara.default_max_wait_time = 60 #tempo limite de execução Capybara.app_host = "https://www.linkedin.com/" #endereço da página a ser testada

Nosso projeto deve estar estruturado conforme a imagem abaixo:

Image for post
Image for post

Podemos listar ao menos 5 passos para a automação de uma funcionalidade:

Image for post
Image for post

No próximo post falaremos dos ‘5 passos’ para automação de uma funcionalidade, conforme descrito aqui.

Materiais recomendados:

http://docbehat.readthedocs.io/pt/v3.1/guides/1.gherkin.html

Conheça o autor:

Eleandra Bruna S. Monqueiro

Pós graduada em Engenharia da Qualidade Software — SENAC
MBA em Engenharia da Produção — UNESP
Graduada em Automação Industrial — UNIP

Experiência em planejamento e execução de teste de software funcional para dispositivos móveis (Windows Mobile) e plataforma web. Conhecimentos em análise, qualificação e desenvolvimento de novos processos visando a qualidade do produto final.

https://www.linkedin.com/in/eleandra-monq/

Originally published at http://ftstblog.wordpress.com on April 16, 2018.

Falando em testes…

Falando em testes…

Medium is an open platform where 170 million readers come to find insightful and dynamic thinking. Here, expert and undiscovered voices alike dive into the heart of any topic and bring new ideas to the surface. Learn more

Follow the writers, publications, and topics that matter to you, and you’ll see them on your homepage and in your inbox. Explore

If you have a story to tell, knowledge to share, or a perspective to offer — welcome home. It’s easy and free to post your thinking on any topic. Write on Medium

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store