Resenha #1 | O Demônio na Cidade Branca

Lucas Wasem
Aug 31 · 3 min read
Uma mão segura um exemplar do livro O Demônio na Cidade Branca, de Erik Larson; em segundo plano, há uma casa e uma piscina.
Uma mão segura um exemplar do livro O Demônio na Cidade Branca, de Erik Larson; em segundo plano, há uma casa e uma piscina.
Capa do livro O Demônio na Cidade Branca. Foto: Lucas Wasem

O livro O Demônio na Cidade Branca, do original The Devil in the White City, foi escrito por Erik Larson em 2003 e publicado no Brasil pela editora Intrínseca. A narrativa de não-ficção recebeu elogios pela capacidade do autor em colocar o leitor no local da história, ganhando o prêmio de best-seller pelo jornal The New York Times e o Edgar Award de 2004. O livro conta a história de dois personagens, o arquiteto Daniel Burnham e o serial killer H. H. Holmes, em um enredo que intercala em capítulos a vida destes dois homens, envoltos na efervescência de Chicago do final do século XIX, na ocasião da Exposição Colombiana, da Feira Mundial e de assassinatos em série, envolvendo o leitor ao longo de suas 404 páginas.

Chicago era uma cidade dinâmica, que crescia de maneira desenfreada no ritmo do aço, do carvão e do abate de animais. Nesta realidade, com o surgimento de grandes empreendimentos e desafios para a cidade, o arquiteto Daniel Burnham foi alçado para capitanear a construção da Cidade Branca. Assim, envolveu um número enorme de profissionais para executar uma obra gigantesca em pouco tempo, enfrentar egos e convencer os Estados Unidos e o mundo da capacidade de Chicago no desafio de comemorar os 400 anos da descoberta da América — sediando o maior evento da época, a Feira Mundial de 1893, com um desafio ainda maior: desbancar o sucesso da Feira Mundial de Paris de 1889.

Com objetivos diferentes, porém com a mesma determinação de Daniel Burnham, H. H. Holmes, um homem misterioso e encantador, chegou a Chicago com desejos obscuros, aproveitando-se da loucura de crescimento desenfreado na cidade. Holmes tinha o poder de convencer as pessoas de suas intenções e, assim, foi atingindo seus objetivos até construir seu prédio, que serviu como hotel na Feira e sediou momentos horripilantes, encerrando a vida de dezenas de inocentes — e tornando-o um dos primeiros serial killers do mundo.

O livro liga dois personagens em função do evento que ocorreu em Chicago, e por ser uma narrativa de não-ficção, Erik Larson “brinca” com os fatos, dando um tom envolvente, criando um roteiro fácil de ler. O autor tenta criar uma ligação pessoal com os personagens, entender o dia a dia de um grande homem, com grandes desafios, mas também nos faz tentar compreender o funcionamento da mente de Holmes. Cria também uma ligação histórica dos fatos, mostra os Estados Unidos em um momento de euforia e de crescimento e apresenta os desafios de uma cidade afastada do eixo Nova Iorque — Boston de parecer “civilizada” aos olhares do país e do mundo. Além de Holmes e Burnham, Larson introduz outras figuras importantes e suas respectivas ligações com a Feira Mundial, destacando suas contribuições e ajudando a posicionar o leitor no contexto histórico.

Em O Demônio na Cidade Branca, Larson tem a capacidade de nos colocar nos momentos exatos, contextualizando o local, criando a imagem mental, os sentimentos dos personagens, o cheiro das ruas e a fuligem do ar, imergindo o leitor na obra logo no início do livro. Para quem é apaixonado por história, o livro é uma escolha fascinante, pois traz um momento apagado dos livros tradicionais, a Feira Mundial de Chicago. O livro também é recomendado para aqueles que buscam um enredo dinâmico e com personagens fortes, no qual o trabalho de pesquisa profunda fica evidenciado — principalmente através de Holmes, relatando passo a passo, de maneira descritiva e cronológica, e ressaltando o lado jornalístico de Larson na escrita, já na parte final do livro.

Erik Larson é jornalista e escritor estadunidense. Nascido em Nova Iorque, cursou História Russa na Universidade da Pensilvânia e Jornalismo na Universidade de Columbia, motivado após assistir ao filme Todos os Homens do Presidente. Trabalhou no The Wall Street Journal e na revista Time, da qual é colaborador atualmente, revezando seu tempo entre a revista, palestras e cursos de escrita de não-ficção que percorrem os EUA. Larson é autor de outros quatro best-sellers, entre eles: No Jardim das Feras e A Última Viagem do Lusitania.

Curiosidade: o livro O Demônio na Cidade Branca teve seus direitos comprados em 2010 pelo ator e diretor Leonardo DiCaprio. As gravações do filme, que têm Martin Scorsese como diretor, atrasaram devido a pandemia do novo coronavírus.

Feature

Feature é uma publicação de conteúdo jornalístico com…

Lucas Wasem

Written by

Gaúcho, formado em Ciências da Comunicação na Universidade do Algarve. Apaixonado por viagens, livros, séries e política.

Feature

Feature

Feature é uma publicação de conteúdo jornalístico com reportagens especiais sobre cultura, cidadania, saúde, literatura e assuntos internacionais.

Lucas Wasem

Written by

Gaúcho, formado em Ciências da Comunicação na Universidade do Algarve. Apaixonado por viagens, livros, séries e política.

Feature

Feature

Feature é uma publicação de conteúdo jornalístico com reportagens especiais sobre cultura, cidadania, saúde, literatura e assuntos internacionais.

Medium is an open platform where 170 million readers come to find insightful and dynamic thinking. Here, expert and undiscovered voices alike dive into the heart of any topic and bring new ideas to the surface. Learn more

Follow the writers, publications, and topics that matter to you, and you’ll see them on your homepage and in your inbox. Explore

If you have a story to tell, knowledge to share, or a perspective to offer — welcome home. It’s easy and free to post your thinking on any topic. Write on Medium

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store