7 formas de fazer o dinheiro sobrar no fim do mês (mesmo na crise)

Com a inflação e o desemprego do jeito que está, parece que fica cada vez mais difícil fazer o dinheiro sobrar no fim do mês. Veja aqui 7 dicas que podem te ajudar:

  1. Reveja suas contas mensais

O primeiro passo é rever todos os valores que você paga mensalmente. Reflita sobre a necessidade da TV por assinatura e ou a possibilidade de substituí-la pelo Netflix. Avalie sua conta de telefone, celular e internet. As companhias costumam ter promoções bem interessantes para novos clientes e para a retenção de clientes que estavam mudando de operadora inicialmente.

2. Aprenda sobre seus hábitos de consumo

Durante um mês, anote tudo o que você comprar ou pagar. Ao final, faça a união dos itens similares e descubra onde você está gastando muito dinheiro sem saber.

Às vezes, o cafezinho no intervalo do serviço custa mais de 150 reais por mês.

3. Adie compras e despesas

Considerando o caráter cíclico da maior parte dos itens consumidos, adiar despesas significa economizar. Adie ao máximo a compra ou a troca de roupas, sapatos, bolsas, computador, celular, etc.

Se ao invés de ficar 2 anos com um celular, você consegue ficar 3, é como se você estivesse economizando 50% do preço de um celular novo.

4. Não compre no impulso

Muitas das nossas decisões equivocadas de consumo surgem em momentos de compra por impulso. Fique atento para não cair naquela “promoção de última hora” ou no papo do vendedor de que amanhã já não vai ter mais.

Caso surja um impulso de consumo, espere um ou dois dias para verificar se você realmente precisa do produto.

5. Não alimente o pensamento

Muita gente acredita que admirar as coisas que não se pode comprar não faz mal algum, afinal:

“Já que não posso comprar, me contento apenas em olhar”

Mas, na prática, esse hábito aumenta o desejo de consumo, ficando mais difícil conter o gasto quando se apresenta uma “oportunidade de compra”.

6. Comece reservando o dinheiro

Aproveite para reservar o dinheiro assim que o salário cair na sua conta. Determine um percentual e retire esse valor da sua conta corrente (aguarde o próximo post, sobre as melhores opções de investimento para a sua “poupança”).

Aja como se esse dinheiro não existisse e considere-o como “intocável”. Dessa forma, você conseguirá juntar dinheiro para atingir seus objetivos.

7. Pouco é melhor do que nada

Muita gente não economiza com a desculpa de que “é muito pouco economizar 50 reais por mês, melhor nem guardar esse dinheiro”. Porém, esse pensamento impede que se tenha qualquer poupança.

Economize nem que seja 50 reais, esse movimento irá te ajudar a conseguir economizar mais futuramente.


Gostou do post? Inscreva-se aqui para receber mais dicas sobre finanças pessoais!

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.