Convocado protesto contra vinda de Sérgio Moro a Portugal

Notícia

Flashback Observatório
May 23 · 3 min read
Foto do evento do protesto no Facebook

Sérgio Moro, ministro da Justiça e Segurança Pública do governo de Jair Bolsonaro, não é bem-vindo a Portugal, onde participará nas Conferências do Estoril, em Cascais, no final deste mês. É esta a mensagem que activistas antifascistas, pela democracia e em defesa dos direitos humanos querem deixar-lhe clara com o protesto “Recepção a Sérgio Moro — Fascismo Nunca Mais”, no campus da Nova SBE em Carcavelos, a 28 de Maio, entre as 14h e as 17h30.

“Em 28 de maio de 1926, o fascismo instalava-se em Portugal. Em 28 de maio de 2019, receberemos o fascista brasileiro mostrando-lhe que não é bem vindo. Fascismo nunca mais, nem em Portugal nem no Brasil”, lê-se no evento de Facebook que convoca o protesto pacífico, pedindo a quem apareça que traga “apitos, vuvuzelas… para fazer barulho”.

Além do evento, uma carta aberta/petição contra a vinda de Moro foi também publicada por Pedro Teles, um dos organizadores do protesto. “Este antigo juiz tem sido duramente criticado pela forma como lidou com o julgamento de Lula. Mesmo que as suas acções possam ser duvidosas, ele foi aceite como membro de um governo dos opositores de Lula, o que é muito estranho, para dizer o menos”, lê-se no documento. Depois, Teles acusa o governo de Bolsonaro de ser “contra a democracia, contra as mulheres, contra a educação, contra a ciência, contra o ambiente e contra os homossexuais”.

“Mais recentemente, o governo de Bolsonaro, do qual Moro faz parte, lançou um ataque sem precedentes contra as universidades brasileiras, com cortes orçamentais que podem ir até 40% e que foram criticados por organizações internacionais de todo o mundo”, continua o autor, sublinhando que se trata de um “ataque coordenado” contra a ciência e os intelectuais. “Ao aceitar que Sérgio Moro fale neste conferência, está-se a compactuar as suas acções e do seu governo”, conclui Pedro Teles. A carta aberta/petição tinha, na última vez que o FlashBack apurou, pelo menos 300 assinaturas.

As Conferências do Estoril, realizadas todos os anos em Cascais, é o maior evento neoliberal em Portugal, tendo grande impulso internacional. Em edições anteriores foram convidados Francis Fukuyama, ideólogo da teoria do Fim da História, Lech Walesa, antigo sindicalista tornado presidente da Polónia e que traiu os trabalhadores com a doutrina de choque neoliberal, Niall Ferguson, historiador económico neoliberal, e Viktor Orbán, primeiro-ministro autoritário da Hungria. Este ano, os convidados, entre figuras da cultura, tal como no passado, não é assim tão diferente. Um dos convidados deste ano é, por exemplo, José Manuel Barroso, antigo presidente da Comissão Europeia e hoje consultor da Goldman Sachs.

Questionado pelo FlashBack sobre como vêem o desempenho de Moro no governo de Bolsonaro, o grupo de organizadores considera que o ministro “é um justicialista, partidarizou a justiça e não se demarcou da escalada de violência policial e de atentados aos Direitos Humanos que tem vindo a ocorrer no Brasil”. Desempenho que, continuam os organizadores, querem que a “imprensa internacional saiba” o que significa para a vida de mais de 200 milhões de brasileiros da classe trabalhadora.

Entretanto, a convocatória do protesto foi ganhando apoios. Entre os seus subscritores somam-se a FIBRA — Frente de Imigrantes Brasileiros, a Coletiva, a ComuniDaria, o Coletivo Andorinha e as Panteras Rosa. Não se sabe quantas pessoas estarão no protesto.


Se gostaste deste artigo, por favor clica no botão em baixo para o recomendares aos teus amigos. E segue-nos para ficares a par do próximo. Obrigado!

Não te esqueças de fazeres ‘gosto’ no nosso Facebook.

Se tiveres quaisquer correcções, ideias ou informações, está à vontade para o partilhares. Envia um email para flashback.infogeral@gmail.com

FlashBack — Observatório Antifascista

O FlashBack — Observatório Antifascista é um projeto de independente de partidos políticos e forças económicas. Tem como objetivo acompanhar os mais recentes desenvolvimentos no campo da extrema-direita tanto em Portugal como no resto do Mundo.

Flashback Observatório

Written by

FlashBack — Observatório Antifascista

O FlashBack — Observatório Antifascista é um projeto de independente de partidos políticos e forças económicas. Tem como objetivo acompanhar os mais recentes desenvolvimentos no campo da extrema-direita tanto em Portugal como no resto do Mundo.