Existe uma forma de comer chocolate sem culpa?

(Foto: Divulgação)

Por Joana Rosa

É quase impossível não lembrar dos deliciosos ovos de chocolate na chegada da Páscoa. O nutricionista Lucas Chianca esclarece dúvidas e indica opções mais saudáveis para a data comemorativa, como é o caso dos chocolates que possuem 70% de teor de cacau.

De acordo com Lucas, esses permitem que o consumidor usufrua melhor dos benefícios relacionados à fruta, como a maior produção de serotonina — hormônio responsável pela sensação de bem-estar — e o efeito antioxidante, ajudando na prevenção de doenças crônicas e processos degenerativos do corpo. “Essas vantagens vêm da fruta. Por isso, a melhor escolha sempre será aquela que tiver a maior concentração de cacau, como é o caso do chocolate amargo ou meio amargo”, explica.

Para que a semana de Páscoa não se torne um período de “tortura” pela abstinência do doce, o nutricionista também dá algumas dicas sobre como é importante dividir as porções e comer um pouco por dia.

“Durante o período de Páscoa, é importante não se privar do chocolate, mas para não ficar com peso na consciência, é recomendável escolher um tipo que não transforme em rotina a ingestão do doce. Este tipo (amargo) pode ser uma ótima sobremesa, quando não é ingerido em excesso”.

O vilão

O chocolate branco deve ser descartado não apenas no período de Páscoa, mas do cotidiano também, justamente pelo fato de ser rico em açúcar e leite, e não levar nada de cacau na receita, apenas a gordura da fruta. O mesmo caso acontece com o chocolate tradicional do tipo “ao leite”, que além do alto teor de açúcar, possui corantes e aromatizantes artificiais, que devem ser evitados ao máximo na busca por uma alimentação saudável.

Com todas as orientações a respeito de como comer o chocolate sem culpa, não é preciso ficar neurótico e se isolar durante a data comemorativa porque está seguindo uma dieta específica ou tentando manter uma alimentação equilibrada. “Não tem problema se permitir durante este momento do ano, o importante é que você se cuide e cuide da sua alimentação durante os outros meses”, lembra o nutricionista.

Valores

Muitas pessoas as vezes deixam de optar pelo chocolate amargo pensando no valor, pois a diferença em dinheiro do amargo para o chocolate ao leite termina dificultando a escolha.

O que auxiliar durante a escolha sem afetar o bolso do consumidor é ao invés de comparar o valor do chocolate amargo com o ao leite, é diferenciar as marcas e a qualidade de cada uma dela, desta forma, cada um poderá consumir o que cabe no bolso.

Em pesquisa realizada podemos comparar duas marcas de chocolate bastante conhecidas. Uma barra de chocolate da marca Arco 70% Cacau com 120g pode ser encontrado no valor de até $6, no mesmo valor encontramos uma barra de chocolate meio amargo da marca Hershey’s de 130g por $5,50, já da marca Lactea e Nestlé com 120g pode chegar até $10.

Segundo o nutricionista Lucas Chianca, a ideia é que todos os públicos possa consumir o chocolate sem se sentir culpa, “não precisa pagar caro para comer bem, é só uma questão de pesquisar o que se é adequado ao bolso do consumidor”, afirma.

Você gosta do chocolate por causa do cacau ou do açúcar?

A jornalista e mestre em Nutrição e Saúde Pública (USP) Francine Lima, mostra em seu canal no Youtube as diferenças entre o chocolate amargo e o chocolate doce, mostrando que o Amargo é melhor do que o doce.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Fora da Pauta’s story.