Grupo estuda a Inteligência Computacional aliada à otimização da rede de energia elétrica

O GICA é pioneiro no desenvolvimento de pesquisam que aliam a inteligência computacional à eletricidade

Professor Euler Cássio. (Foto: Diego Nascimento)

Por Diego Nascimento

O crescimento populacional e industrial estão baseados, hoje, em um intenso consumo de energia. Frente aos avanços tecnológicos de uma sociedade cada vez mais imersa na exploração desenfreada dos recursos naturais disponíveis no meio ambiente, o desenvolvimento de ferramentas que buscam suprir as necessidades energéticas, levando em consideração o uso responsável desses recursos, é um dos caminhos para resolver os problemas de otimização da rede elétrica.

Na Paraíba, o Grupo de Inteligência Computacional Aplicada a Engenharia Elétrica (GICA), do Centro de Energias Alternativas e Renováveis (CEAR) da UFPB, é pioneiro no desenvolvimento de pesquisas voltadas ao uso da inteligência computacional aliada às atividades do setor elétrico. O grupo surgiu da união do conhecimento de pesquisadores que já utilizavam inteligência artificial e computacional, com o intuito de aplicá-lo à Engenharia Elétrica.

O GICA é composto por quatro docentes: os coordenadores Juan Moises Mauricio Villanueva e Yuri Percy Molina Rodriguez, além de Euler Cássio Tavares de Macêdo e Helon David de Macêdo Braz, que integram a equipe de pesquisadores do Departamento de Engenharia Elétrica. De acordo com o professor Euler, o grupo tem desenvolvido ferramentas na área de inteligência computacional, com identificação de padrões e previsão de demandas em sistemas elétricos.

A construção dessas ferramentas só é possível através da utilização de plataformas compatíveis, como o Visual Studio, programa da Microsoft que permite a criação de software e produtos na área da web; e outros voltados a área da Engenharia Elétrica, como o MATLAB, que possui uma linguagem computacional gráfica, proporcionando de forma simplificada o desenvolvimento de produtos, pois dispõe de funções implementadas internamente. “Não nos limitamos a uma plataforma específica. Hoje, utilizamos essas duas por conta de conhecimento prévio e facilidade de implementação”, explica Euler.

Dentre os produtos do GICA, um já está em uso na Paraíba. O Sistema de Previsão de Demandas foi desenvolvido em parceria com a Energisa, concessionária que faz a distribuição de energia no Estado. Com isso, a empresa passou a utilizar o software no aprimoramento dos recursos utilizados em sua rede.

A partir dessa experiência prática, o professor Euler destaca que o GICA buscará aperfeiçoar esse projeto e desenvolver outros produtos a partir das pesquisas realizadas pelo grupo. “Nós estamos trabalhando na formulação dessa proposta. A ideia seria de adicionar cada vez mais funcionalidades a esse sistema, que foi desenvolvido para reduzir o trabalho operacional, e também melhorar a confiabilidade do planejamento do sistema elétrico nacional”.

O GICA possui um site próprio, onde o interessado pode buscar mais informações sobre os projetos do grupo. Para acessá-lo, clique aqui.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.