Ô minha menina

Minha menina: Quando tu vais me perdoar?
Ô menina!
Quando tu vais me perdoar? O que te fiz doeu tanto assim? Saiba que a dor que te causei, também doeu em mim. E ainda dói e me faz chorar. Ah menina, se eu soubesse que era pra te perder, teria ficado em silêncio…
Minha linda menina, acredite não foi por mal.
Ô menina! Não seja tão má com quem te ama deveras… Ei garota, vê se olha de novo pra mim… Me enxerga, vai! E veja dentro dos meus olhos — estes marejados e carentes de ti… Basta, minha criança! Já chega de tanta ruptura… Já que foi só um instante, tão passional de loucura e pulsão.
Oh minha menina, perdoa essa alma errante! Deixa de tanta birra e teimosia, minha garotinha! Oh, menina linda e meiga! Perdoa vai, já que sabes que não foi por mal… Volta! Seja eternamente minha!