O software está engolindo o mundo como o conhecemos?

Por Redação

Estamos vivendo, mais do que nunca, a era da desmaterialização

N o ano de 2014, o site BestReviews publicou um vídeo intitulado Evolution of Desk, que viralizou nas redes sociais. Acessado por mais de milhares de internautas, o clipe ilustrou como a tecnologia, a linguagem de programação e o software foram capazes de mudar o nosso local de trabalho para sempre.

Os avanços tecnológicos podem não parecer mais surpreendentes aos nossos olhos, já acostumados a tanta inovação. Contudo, quando vistos de forma cronológica, nos mostram o impacto de todas essas transformações:

O vídeo da BestReviews demonstra que estamos vivendo, mais do que nunca, a era da desmaterialização. Itens que costumavam ser físicos estão se dissolvendo cada vez mais em linhas de código de computador.

Há três décadas, utensílios como gravadores de voz, câmeras de vídeo e reprodutores de música eram “tecnologias de luxo” e custavam centenas de milhares de dólares.

Hoje, por força dos avanços tecnológicos, esses dispositivos se desmaterializaram e são componentes básicos de qualquer smartphone. Em síntese: estão disponíveis gratuitamente para todos, na forma de aplicativos.

Tecnologias de luxo dos anos 80 estão agora em todos os smartphones

Não carregamos mais GPS, câmeras de vídeo ou lanterna. Todos esses itens se desmaterializaram na forma de apps em nossos smartphones. O universo do desenvolvimento de software está crescendo cada vez mais e, nos dias de hoje, milhares de pessoas estão criando e desenvolvendo aplicativos no mundo todo.

O software e a evolução das cidades

Essa constatação levou a equipe da BestReviews a lançar uma continuação do vídeo anterior, chamado Evolution of the City. No clipe, somos levados às ruas e avenidas para observar o poder da computação móvel.

E é surpreendente constatar como diversos produtos e serviços espalhados pelas cidades estão atualmente disponíveis em nossos telefones:

Uma das características definidoras dos tempos em que vivemos é o quanto o software está engolindo o mundo. E, quando menos percebemos, já estamos acostumados com todas essas mudanças.

Fonte: Futuro Exponencial