NEY MATOGROSSO [2012]

Convivendo com o sucesso há mais de 40 anos, cantor faz das artes do palco o seu ofício.

editor do gafieiras
May 13, 2019 · 72 min read
O cantor Ney Matogrosso clicado em sua casa no Rio de Janeiro. Foto: Caroline Bittencourt
O rapper alagoano Vitor Pirralho, professor de literatura brasileira e língua portuguesa, e autor de dois álbuns, Devoração crítica do legado universal (2008) e Pau-Brasil (2009). Foto: Maíra Gamarra
A atriz, cantora, compositora e vedete Elvira Pagã (Elvira Olivieri Cozzolino, 1920–2003). Foto: Reprodução
Ney de Sousa Pereira aos 17 anos de idade, época em que se mudou de Campo Grande para o Rio de Janeiro. Foto: Reprodução
Secos & Molhados. Segundo a publicação, desde 1965 com Roberto Carlos não havia surgido um artista ou grupo que vendesse tantos discos e shows. Fotos: Reprodução
Ney Matogrosso na revista Pop em 1978; texto de Caco Barcellos e fotos de Devania Toledo. Foto: Reprodução
Ney Matogrosso e a dupla Tonico e Tinoco no programa “Som Brasil” comandado por Lima Duarte. Foto: Jornal Sertanejo/Reprodução
Além de assinar a luz e a direção de palco do show do LP “Revoluções por minuto” (1985), do RPM, Ney indicou a inclusão de “London, London”, de Caetano Veloso, no set list do espetáculo. O LP “Rádio Pirata ao vivo” (1986) vendeu cerca de 2,7 milhões de cópias. Foto: Reprodução
Secos & Molhados: João Ricardo (esq.), Ney Matogrosso e Gerson Conrad. Foto: Reprodução
Sebastião Mota de Melo (1920–1990), o Padrinho Sebastião, foi um líder religioso e um dos fundadores da Vila Céu do Mapiá, na região amazônica, considerada a capital do Santo Daime. Foto: Marco Gracie Imperial
Capas dos álbuns Feitiço (1978), Matogrosso (1982) e Pois é… (1983) em que a nudez dá as boas-vindas. Fotos: Reprodução

gafieiras

entrevistas de música brasileira

gafieiras

entrevistas de música brasileira

editor do gafieiras

Written by

direto da redação

gafieiras

entrevistas de música brasileira