#3_Retomada e Processo

Acho que eu me perdi um pouco na minha tentativa exploratória de um design colaborativo, principalmente aqui no medium. Já realizado a primeira entrega pedida pela universidade (se você quiser ler, baixe aqui), volto para o blog explanar sobre o processo, em que ponto estamos, os próximos passos e o objetivo do projeto.

sobre o processo

Primeiro, situei mal vocês, lindos participantes e possíveis participantes, do processo, do que se trata o projeto e qual o objetivo dele. Coisas básicas para compreender onde estamos perante o todo e o que pretende-se atingir com tudo isso. A metodologia do projeto tem 4 etapas, que vou explicar brevemente a seguir:

Descobrir> momento de pesquisas teóricas, contextuais e entrevistas. Nessa etapa como forma de construção coletiva, formulário, conversas pessoas para entender o público e participação em simpósios sobre diversidade.

Definir> tudo que a gente descobriu na etapa anterior, nessa etapa toma-se decisões para o restante do projeto. Aqui decidimos que seria uma campanha de empoderamento LGBTI para pessoas em processo de auto aceitação. Definiu-se também as estratégias de colaboração e abordagens para a próxima etapa.

Desenvolver> etapa de geração e ideação criativa. Nesse momento foram feitos duas oficinas. A primeira, já escrita aqui no medium, foi para decidir a mensagem, o conceito da campanha, que até então seria materializada em cartazes e adesivos. Essa primeira oficina contou com a participação de 3 pessoas. A segunda oficina, era para a construção visual da campanha, gerar alternativas de cartazes, foi feito aqui em casa e participaram 5 pessoas. E esse é o momento que o projeto se localiza. Eu falo sobre ele especificamente mais adiante.

Entregar> etapa de produção e aplicação dos materiais, momento que sai para público, lançamento do projeto, basicamente. Essa etapa também consta com a colaboração dos participantes, de pendurar cartazes, colar adesivos, enfim, na disseminação coletiva do projeto pela cidade.

sobre o objetivo

O objetivo do projeto é criar uma campanha para empoderar jovens que estão em negação sobre a própria orientação sexual e identidade de gênero. A ideia é unir vozes e somar as diferentes perspectivas e vivências da comunidade LGBTI para consolidar uma campanha mais efetiva, inclusiva e representativa, por isso todo o lance da colaboração e participação.

Na segunda oficina de construção colaborativa, foi decidido em grupo o rumo e o conceito do projeto, e assim continuarmos com o processo colaborativo com novas demandas e atividades. Nessa oficina, nós realizamos vários mapas conceituais de cada vertente do projeto (já explicado em outro post aqui no medium). Depois disso, com conceitos bem amplos e com o time alinhado, partimos para a construção criativa e visual.

Nesse momento, percebemos que todos acreditavam e gostavam muito do conceito de que facilita o processo de aceitação ouvir relatos de pessoas que já passaram por aquilo, criar essa sensação de pertencimento, acolhimento e que não tem problema ser LGBTI. Se enxergar na história de outra pessoa. E dentro da vertente de Pertencimento, surgiu o conceito do projeto, que será constituído de diversas histórias e depoimentos de como foi esse processo de aceitação. Com isso, extrapolamos apenas a esfera de poster e cartazes e idealizamos um hub, um site que compilasse esses relatos em vídeo, texto e áudio. E a divulgação, a maneira como as pessoas seriam levadas para o site seria por cartazes colados com lambe lambe pela cidade.

Isso gera mais dois momentos de colaboração. A construção visual da campanha e os seus cartazes e também a compilação dos relatos para publicação no site. E é nisso que precisa ser trabalhado a partir de agora. O prazo final do projeto é 30 de outubro, até lá pretende-se ter os materiais gráficos produzidos e aplicados na cidade e o hub funcionando com relatos das pessoas.

A próxima postagem aqui no medium será sobre os cartazes e a estética da campanha, e com isso vou contar com a resposta e feedback de vocês. Se tiverem alguma dúvida e quiserem acrescentar alguma coisa, amaria demais! Espero contar com vocês no restante da construção desse projeto :)

Show your support

Clapping shows how much you appreciated kaio fialho’s story.