Lançamento da obra Interdisciplinariedade e formação docente

Aos dezesseis dias de março, no primeiro encontro do GEPES/UPF em 2018, os coordenadores Altair Favero, Carina Tonieto e Evandro Consalter apresentam a obra recém publicada Interdisciplinariedade e formação docente.

A obra é proveniente dos estudos do GEPES/UPF no segundo semestre de 2016 e no primeiro semestre de 2017, aonde o grupo de pesquisadores se debruçou em pesquisas sobre interdisciplinariedade. Há na coletânea, além dos estudos do grupo, uma série de participações com professores do México e da Argentina e de outras faculdades como a UNICAMP e a FURG. O livro pode ser adquirido diretamente com os participantes do grupo ou online neste endereço.

Segundo os autores, a interdisciplinaridade pode ser considerada como um complexo e potente campo de conhecimento em construção. Apesar de ser um tema debatido e problematizado a mais de cinco décadas, sua atualidade requer uma permanente vigilância epistemológica para explorar de todas as formas seu potencial crítico e criativo. Dispor-se a tratar da interdisciplinaridade não é tarefa fácil, pois exige a disposição de enfrentar um conceito polissêmico que tem a sua gênese ligada às iniciativas que buscavam propor uma nova forma de compreensão a respeito do conhecimento e sua produção, como alternativa ao trabalho disciplinar.

Conforme Sommerman (2015) em pesquisa realizada nos campos da educação, saúde e ambiente, destaca o aparecimento do termo como substantivo e como adjetivo. Mostrou que em livros, o termo interdisciplinaridade aparece como substantivo em 1874 e como adjetivo em 1890; em artigos como substantivo começa a aparecer na década de 1970 e como adjetivo na década de 1980. Enquanto substantivo busca nomear; enquanto adjetivo busca qualificar. É possível perceber que inicialmente os esforços estão ligados ao ato de nomear e qualificar uma nova forma de interação e articulação entre as disciplinas (forjadas historicamente na tentativa de organizar o conhecimento produzido) de modo a contribuir para o avanço do conhecimento. A partir de tal nomeação se passa a qualificar como interdisciplinares as pesquisas, as práticas, os sujeitos, os projetos, os currículos, o conhecimento, os quais fogem da perspectiva monodisciplinar (uma disciplina), multidisciplinar (muitas disciplinas que coexistem e se reconhecem, porém não há trocas entre si) e pluridisciplinar (há trocas muito pontuais e eventuais entre as disciplinas, as quais podem estar ligadas ao objeto, método e/ou sujeito).

A partir de limpezas conceituais, os textos que compõem a obra passam a tratar de problemáticas educacionais pertinentes que objetivam, principalmente, compreender os fundamentos epistemológicos e paradigmáticos que perpassam a formação docente na perspectiva da interdisciplinaridade, tendo em vista os desafios do atual cenário da expansão da educação superior, suas fragilidades e suas possíveis consequências para os processos formativos.

Espera-se que esta coletânea possa constituir-se em um material oportuno para compreender a interdisciplinaridade em seu contexto teórico e prático, à luz da teoria e da crítica reflexiva. Finalmente, que o conjunto desta obra possa orientar um melhor tratamento interdisciplinar no âmbito da educação, permitindo, assim, que se possa atenuar os abismos que se criaram entre a teoria e a prática

A obra pode ser encontra em formato físico na Amazon e online diretamente com a Editora CRV

Esta é a sétima publicação do grupo precedida das seguintes produções: Educar o Educador (publicado em 2010 pela editora Mercado de Letras — livro de autoria de Altair Alberto Fávero e Carina Tonieto); Leituras sobre John Dewey e a educação (coletânea publicado em 2011 pela editora Mercado de Letras organizada por Altair Alberto Fávero e Carina Tonieto), Leituras sobre Hannah Arendt: educação, filosofia e política (coletânea publicada em 2012 pela editora Mercado de Letras e organizada por Altair Alberto Fávero e Edison Alencar Casagranda); Leituras sobre Richard Rorty e a educação (coletânea publicada em 2013 pela editora Mercado de Letras e organizada por Altair Alberto Fávero e Carina Tonieto); Docência Universitária: pressupostos teóricos e perspectivas didáticas (publicada em 2015 pela editora Mercado de Letras e organizada por Altair Alberto Fávero, Carina Tonieto e Leandro Carlos Ody); e Epistemologias da Docência Universitária (publicada em 2016 pela CRV e organizada por Altair Alberto Fávero e Carina Tonieto).

Abaixo segue o sumário da obra:

CAPÍTULO 1
INTERDISCIPLINARIDADE E FORMAÇÃO DE PROFESSORES: ENTENDIMENTOS E PERSPECTIVAS…………………………………………………………14
Gionara Tauchen
Rafaele Rodrigues de Araújo
CAPÍTULO 2
INTERDISCIPLINARIDADE E FALIBILISMO NA FORMAÇÃO DOCENTE….39
Lidiane Limana Puiati Pagliarin
Leandro Carlos Ody
CAPÍTULO 3
A INTERDISCIPLINARIDADE NA FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES: EQUÍVOCOS E POSSIBILIDADES……………………………………..51
Altair Alberto Fávero
Evandro Consaltér
CAPÍTULO 4
S.O.S DOCENCIA INTERDISCIPLINARIA UNIVERSITARIA……………………….63
Aristeo Santos López
Marisa Fátima Roman
Lucila Cárdenas Becerril
CAPÍTULO 5
A RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS COMO PRÁTICA INTERDISCIPLINAR NA EDUCAÇÃO: UMA PROPOSTA EPISTEMETODOLÓGICA………………………….77 
Altair Alberto Fávero
Carina Tonieto
Bianca Possel
CAPÍTULO 6
A PERSPECTIVA HISTÓRICA E POLÍTICA DA INTERDISCIPLINARIDADE PELO ENFOQUE DA EDUCAÇÃO……………………………………………………………….89
Carmem Lucia Albrecht da Silveira
Munir José Lauer
CAPÍTULO 7
INTERDISCIPLINARIDADE E ALTERIDADE NA EDUCAÇÃO: INTERLOCUÇÕES POSSÍVEIS NUMA PERSPECTIVA ESTÉTICA……………..109
Carina Copatti
Debora Oliveira Moreira
CAPÍTULO 8
A VIVÊNCIA TEATRAL COMO EXPERIÊNCIA INTERDISCIPLINAR FORMATIVA…………………………………………………………..126
Alcemira Maria Fávero
Altair Alberto Fávero
Camila Fávero
CAPÍTULO 9
A INTERDISCIPLINARIEDADE COMO CRÍTICA À FRAGMENTAÇÃO DO SABER……………………………………………………………………………………………………….146
Francieli Nunes da Rosa
Marta Marques
CAPÍTULO 10
INTERDISCIPLINARIDADE E REFLEXIVIDADE NA EDUCAÇÃO ESCOLAR…………………………………………………………………………………………………..160
Camile Gasparin
Márcio Luís Marangon
CAPÍTULO 11
O POTENCIAL FREIREANO E INTERDISCIPLINAR NOS PROCESSOS FORMATIVOS: DIMENSÕES DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO………..175
Mônica Vasconcellos
Mylene Cristina Santiago
CAPÍTULO 12
INTERDISCIPLINARIDADE E EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS: EXIGÊNCIAS E CONSEQUÊNCIAS DA COMPLEXIDADE……………………193
Elias Fochesatto
CAPÍTULO 13
A INTERDISCIPLINARIDADE PROPOSTA PARA A EDUCAÇÃO FÍSICA A PARTIR DAS LIÇÕES DO RIO GRANDE: O REFERENCIAL CURRICULAR PARA AS ESCOLAS ESTADUAIS……………………………………………………212
Flaiane Rodrigues Costa
CAPÍTULO 14
EDUCAÇÃO E PSICANÁLISE, POR QUÊ? CONSIDERAÇÕES SOBRE A INTERDISCIPLINARIDADE NA FORMAÇÃO DE DOCENTES DA EDUCAÇÃO INFANTIL…………………………………………………………..224
Vívian Nolasco
CAPÍTULO 15
LA/S POLÍTICA/S EDUCATIVA/S. CAMPO TEÓRICO Y CAMPO DE INTERVENCIÓN…………………………………………………………..240
César Tello