Gerentes de Produto: O que é, o que fazem e o que comem

Thiago Nascimento
Jan 27, 2017 · 4 min read

Você já deve ter ouvido falar, mas você sabe o que realmente faz um Gerente de Produto? Esse é um cargo relativamente novo no mercado brasileiro de internet e poucas são as empresas que possuem esta responsabilidade. Mas afinal por que uma empresa precisa de um gerente de produtos?

Vamos começar com a literatura para condicionar uma base teórica e seguir adiante sobre essa definição. Segundo Martin Cagan, em seu livro Inspired, gerentes de produto trabalham para descobrir quão um produto é valioso, útil e alcançável. Interpretando essa simples definição, assimilamos que o gerente de produto busca o mercado que melhor valoriza seu produto e que este seja utilizado da melhor maneira pelos seus consumidores.

Demais autores tem uma definição um pouco mais simples e visual sobre o gerenciamento de produtos, basicamente esse contexto está inserido na interseção de três áreas: negócios, experiência do usuário (UX) e tecnologia, como visto na imagem a seguir.

© 2011 Martin Eriksson. Re-use with appropriate attribution.

Essa última definição você já deve ter visto em outro lugar, pois é a mais clara definição, apesar de mesmo assim ter um leque grande de atividades que podem estar presentes nessa interseção. Perguntas a partir disso pairam no ar, como:

  • Esse tal SENHOR da tecnologia, sabe programar?
  • Quantos MBA’s eu preciso?
  • Nunca consegui ter criatividade visual para criar algo, e agora?

Bom, todas essas perguntas são extremistas em cada segmento contemplado, na realidade quem trabalha nessa área precisa ser experiente em pelo menos uma delas, até mesmo para posicionamento de acordo com a empresa, muitas empresas são mais “alguma área” do que outra.

E as outras áreas? Não preciso conhecer? Sim, precisa… ser apaixonado por todas as áreas e praticar elas com uma rotina ativa. Lembrando que o objetivo aqui é ser ótimo nas três, porém isso é uma utopia, por isso o ideal é ter uma especialidade e as demais áreas serem treinadas para se tornarem uma força adjunta.

Vou citar o meu exemplo, não exercia o cargo de gerente de produtos, porém sempre me identifiquei com o posicionamento. Sou graduado e tenho uma boa experiência na área de tecnologia, principalmente web, no momento que refleti sobre minhas habilidades e fraquezas percebi que precisava conhecer outras áreas como marketing, design e administração mais a fundo. Eu ainda era muito leigo e com um pensamento “quadrado” então entrei em um MBA, em meados de 2009, com objetivo de absorver conhecimento da maneira mais antiga, aula/professor/alunos/chega de conversa paralela (essa foi lembrando da época de escola).

No decorrer desse curso eu entendi que tudo isso que me falavam lá eu conseguia buscar e aprender muito mais por si só, e foi isso que fiz. Estudava, aprendia e repassava esse conhecimento nas apresentações do curso. Lá pelas tantas, eu e um colega decidimos empreender, foi aí que a necessidade de conhecer todas as áreas que uma empresa necessita falou mais alto. Éramos dois programadores montando uma empresa de internet. aprendendo com erros e acertos que cometemos.

Com isso, acabei me posicionando com mais autoridade para as demais áreas pois precisava de subsídio intelectual para julgar um trabalho bom de um ruim ou saber como pesquisar, apresentar e encontrar clientes que possam comprar meus produtos.

E foi assim na escola da vida empreendedora que encontrei meu lugar e vi que tudo que eu tinha pensado anteriormente não era loucura. Eu poderia ser um cara com background de TI e estar envolvido ativamente com outras áreas chaves da empresa para lançar ou manter um produto e seus consumidores felizes.

Neste artigo meu objetivo é demonstrar um pouco de como entender o que é necessário aprender para se tornar um Gerente de Produtos e transmitir um pouco da minha experiência de transição a partir da área de desenvolvimento para uma área mais ampla onde o conhecimento geral que um produto necessita faz uma maior diferença do que o conhecimento específico.

E como se forma um Product Manager?

Muito do conhecimento na área de Produto está espalhada em artigos na web, vídeos no youtube, eventos de produto, meetups etc. — e este em sua grande maioria com referências voltadas para o mercado americano, o que torna tudo um pouco distante da realidade brasileira.

Navegando pela web me deparei com o curso de Gerente de Produto da PM3. Iniciativa muito bacana onde reúne mais de 40 horas de conteúdo online com os grandes nomes da área no país, empresas como Nubank, Ifood, Creditas, Grupo Zap, Adobe, Booking.com entre outras. Cases nacionais, com gente muito boa, sendo passado de forma didática e ambientado para o mercado nacional.

Vale conferir.

Gestão de Produtos

Canal de dedicado à artigos sobre gestão de produtos web. Gestores de diversas empresas brasileiras se juntaram para escrever sobre como eles gerem seus produtos e empresas.

Thiago Nascimento

Written by

Gestão de Produtos

Canal de dedicado à artigos sobre gestão de produtos web. Gestores de diversas empresas brasileiras se juntaram para escrever sobre como eles gerem seus produtos e empresas.