Sobre times e squads

Curiosidade: O que é uma Squad na organização militar?

Uma organização militar é baseada numa estrutura hierárquica. Essa organização hierárquica foi difundida desde os tempos do império romano. Atualmente o controle executivo, a gestão e administração de uma organização militar é controlada pelo governo, por meio da administração pública, que por sua vez é representado por algo como o departamento de defesa do país.

O Squad no desenvolvimento de Software

A estrutura de squads ficou bastante famosa quando o Spotify divulgou como eles organizavam seus times de desenvolvimento.

A estrutura de Times

Um time trabalha, obviamente, diferente de um squad militar, embora eles tenham várias semelhanças, como por exemplo: indivíduos com especialidades diferentes, executando tarefas de acordo com essas especialidades, um objetivo comum etc. Contudo, o time não é montado e desmontado com a mesma frequência. Quanto mais um time joga junto, mais eles aumentam uma coisa que chamamos de entrosamento. Esse entrosamento é resultado da confiança a nível individual adquirida no momento dos treinamentos e dos jogos que participam. Se cada jogador conhece seu companheiro, e sabe exatamente qual o seu papel do time, e confia que ele estará no lugar certo, ocupando a posição e a função que foi definida no treino, as jogadas passam a ficar mais previsíveis. Com menos imprevisibilidade, há aumento orgânico do sucesso. Logo, o entrosamento precisa ser levado para outro nível, fazendo com que os atletas se conheçam cada vez mais. Isso é muito evidente nos esportes como o Futebol. Se você procurar, há uma série de artigos que mostram o quanto um time se prejudica se há mudanças frequentes de atletas, técnicos, liderança etc.

The connections between team members are too hard to make. — What Makes Teams Work?

Eu não manjo de futebol e por isso as próximas frases são baseadas nas coisas que ouvi por aí: naquele fatídico dia, onde a Alemanha fez 7x1 no Brasil, um monte de gente tinha teorias malucas, mas uma que fazia muito sentido era que embora o time do Brasil tivesse muitos craques, jogadores com performances excelentes, jogando em times gringos e tudo mais, els não tinham o entrosamento e a quantidade de jogos juntos como os membros do time alemão.

As principais semelhanças e diferenças entre Times e Squads

As estruturas Squads e Times, tem suas semelhanças e diferenças. Tentei descrever algumas dessas semelhanças e diferenças levando em consideração esses pontos: resolução de objetivos, multidisciplinaridade dos times, tamanho do time, rodízio dos integrantes, responsabilidade das tarefas. Com certeza deve ter outros pontos importantes que eu deixei passar, mas acho que esses cobrem pelo menos os problemas mais comuns em grupos de desenvolvimento de produtos.

Objetivos

Ambas as estruturas tem um objetivo comum. Contudo, como num time de futebol o objetivo final não muda: fazer gols. Num Squad, o objetivo é quase sempre diferente. Uma hora você precisa resolver problemas de aquisição de clientes, outro momento na experiência de atendimento do usuário e assim por diante.

Multidisciplinaridade

Ambos os formatos precisam de pessoas com especialidades complementares. Tanto um Squad quanto um Time tradicional precisam ter todas as especialidades no grupo para completar seu objetivo de forma independente. A ideia é que se houvesse um ataque zumbi, essas pessoas conseguiriam fazer deploy sem depender de ninguém.

Tamanho

O Scrum diz que um time bom pode ter de 3 a 9 integrantes. Um Squad, geralmente, tem esse tamanho também. Um time muito grande gera muita coordenação para garantir a comunicação, gerando complexidade. Um time muito pequeno, perde interação e a produtividade é afetada.

Rodízio de integrantes

O rodízio de integrantes, numa estrutura de squads, é regra. Um PM não deve se “acostumar” com as especialidades das pessoas daquele Squad, pelo motivo de que provavelmente no próximo ciclo, ele trabalhará em um objetivo diferente com outras pessoas.

Responsabilidade

Quando um bug é encontrado em um determinado ponto do sistema, quem é acionado para resolver? Num ambiente estruturado em Squads, esse é um problema que cada empresa pode resolver de acordo com a sua cultura. O ponto é que a responsabilidade é pulverizada. A organização e comunicação nesse ponto precisa estar muito bem azeitada para que o fluxo não pare. O PM/PO que liderou mudanças na parte do sistema que o bug foi encontrado pode ser o responsável pela resolução, ou os times podem se organizar para encontrar os integrantes que mais conhecem daquela parte do sistema, ou um squad pode ser montado para resolver bugs conhecidos… são várias soluções que precisam ser ponderadas podem ser adequadas de acordo com cada estilo de empresa.

Qual das duas é melhor?

Depende. Essa é a resposta óbvia. Pense nas duas estruturas como ferramentas. Contudo, usar uma ou outra vai depender bastante do perfil de profissionais de cada empresa. É muito fácil trabalhar em formato de Squads em uma empresa onde os integrantes são experientes. Em ambientes de Squad, o senso de missão deve ser bem alto. Missão dada é missão cumprida. O Spotify usa duas palavras que são chave ao se trabalhar em formato de Squads: Autonomia e Alinhamento.

Conclusão

O importante nesse processo inteiro é encontrar uma estrutura que funcione na sua empresa. Copiar o formato de uma empresa pode não ser uma boa escolha exatamente porque aquela empresa resolveu o problema dela, que geralmente é diferente do seu. Todas as empresas tem alguns problemas comuns na área de desenvolvimento, mas isso não quer dizer que a solução usada em uma empresa vai resolver o problema de estrutura da sua empresa. O Spotify, a Valve e várias outras empresas, inclusive brasileiras, tem suas próprias formas de estruturar times.

Mais referências


Gestão de Produtos

Canal de dedicado à artigos sobre gestão de produtos web. Gestores de diversas empresas brasileiras se juntaram para escrever sobre como eles gerem seus produtos e empresas.

Diego Eis

Written by

Diego Eis

Diretor de Produtos Digitais.

Gestão de Produtos

Canal de dedicado à artigos sobre gestão de produtos web. Gestores de diversas empresas brasileiras se juntaram para escrever sobre como eles gerem seus produtos e empresas.