Punta Arenas

Ilha dos leões marinhos

Momento….se prepare para as fofurices! Punta Arenas entrou no roteiro entre Santiago e Torres Del Paine — El Calafate porque foi a cidade mais barata para chegar na parte debaixo do Chile xD

Minhas viagens são guiadas pelas promoções. Na programação inicial Punta Arenas seria só uma passagem, portanto dois dias lá, um da chegada, outro pra conhecer a cidade e xau. Porém…uma semana antes de viajar eu descobri que de lá tinha passeio para ver PINGUINS!! Aí pronto, começou a loucura para procurar a empresa que fazia o passeio, se eu poderia reservar antes e tudo, acabou que esse passeio foi o único que comprei na própria cidade de última hora e deu certo! \o/

A hospedagem em Punta Arenas foi AIRBNB, um pouco difícil achar hospedagem por lá, mas encontrei uma perfeita! O Marcelo e sua família foram anfitriões perfeitos, o quarto disponibilizado na casa deles tem entrada independente e fica no sótão ( bati a cabeça algumas vezes no teto, mas levando em consideração que tenho 1.75,rs.)! Super arrumadinho e quentinho, é muito muito importante calefação em PUNTA ARENAS, foi o lugar que mais venta e mais faz frio de toda a viagem, eu olhava no google vento de 60 km/h, tinha medo de sair na rua e ser levada, mas deu tudo certo.

Saí do El Calafate de ônibus cedo, a volta passa por Puerto Natales e só depois chega em Punta Arenas, ou seja, cheguei em Punta Arenas por volta das 2 da tarde, morrendo de fome e de frio,rs. Da rodoviária peguei um ônibus até o lugar da hospedagem, foi tranquilo porque já tinha mapeado tudo e a casa do Marcelo fica bem próximo da parada.

Após desabar as malas e afins, primeira parada?! Restaurante é claro, porque o buxo já estava roncando de fome e o frio dá mais fome ainda,rs. Como já tinha comido no Mesita Grande em Puerto Natales e sabia que o funcionamento dele é o menos complicado de acertar fui parar lá mesmo, na filial em Punta Arenas. O mesmo atendimento excelente e a comida deliciosa, só que dessa vez deixei a pizza de lado e me agarrei com o prato de nhoque e no vinho.

Nhoque e pizza do Mesita Grande

Ah e pra chegar até lá? Fui caminhando mesmo porque ainda não conhecia a cidade, a distância, os táxis! Mas foi questão de 15m, claro o vento e a fome deu uma impressão bem pior desse tempo.

A grande dica é: em Punta Arenas os táxis são compartilhados. Como assim? Os táxis de lá vem com número em cima igual ônibus e itinerário, se tiver vaga você pode parar um, entrar e pagar bem menos do que pagaria num táxi sozinho. Ou seja, você interage com muita gente porque o táxi, geralmente, tem mais pessoas dentro xD É tranquilo, no início é confuso, você pensa que o táxi não está parando por implicância, mas a verdade é que já está lotado, com 4 pessoas.

De lá já fui atrás da empresa dos Pinguins! Inicialmente iria pela Comapa,

Praça em Punta Arenas

porém marquei o lugar no mapa e quando cheguei a placa indicava outro lugar, chegando no outro lugar estava fechado! A explicação: era domingo. No site tem vários passeios disponíveis e chequei agora escrevendo o post e melhorou muito, tem vários passeios, inclusive para Antártica… *_* ( já tá no fim do mundo vai pro gelo final mesmo). Porém eu já tinha mapeado 2 empresas e a outra sabia que funcionava o dia todo e tinha um passeio mais rápido, fui atrás dessa mesmo, afinal só tinha mais um dia em Punta Arenas.(depois descobri que era um dia até 10 da noite…errei o voo e o google me ajudou a não perdê-lo.) A alternativa foi a Solo Expediciones, aberta aos domingos e já tinha o passeio para o dia seguinte sem muitas restrições, como o barco deles é rápido e feito para ondas grandes e tempestades não tinha muito imprevisto. Cheguei lá eu e namorido, pagamos e fomos tirar fotos felizes pela cidade…para sentir o clima…. Foto sem filtro, estava nublado, estava frio e era 4 h da tarde…imagine a noite…..

Antes que ela viesse voltamos para a hospedagem, passamos no mercadinho para comprar mantimentos para o outro dia e aproveitamos a calefação da casa e os muitos cobertores disponíveis…na rua, sensação térmica….8º! ( eu sou frienta). Dormi como uma pedra e no outro dia…acordar cedo para ir ao passeio dos pinguins! A parte chata é que tinha que ir até a Solo Expediciones porque o transporte saia de lá, a saída foi ir de táxi, porque era bem cedinho e o frio estava no nível cortante.

Chegando lá, esperar os demais interessados no passeio, pegar a van e chegar no cais! Do cais, entramos no barquinho super rápido…( mesmo assim eu fui enjoando a viagem toda), primeira parada na Isla Marta Alberta…parada no meio do mar porque nessa ilha não é possível desembarcar…os “donos” dela não são muito amigos! xD São vários leões marinhos, amontoados! E eles fazem barulho e mesmo á distância a ilha fede por conta dos pássaros ( que esqueci o nome) que ficam na parte de cima, só observando os leões marinhos.

Isla Marta Alberta

Essa foto maravilhosa, tirada pelo namorido, na parte de fora do barco. Essa hora eu estava rezando pra ir logo chegar em terra firme, descer na ilha dos pinguins e enjoando muito! Um barco parado, com 15 pessoas dentro, caminhando enlouquecidas, tentando tirar foto…foi difícil. Fiquei sentadinha, na minha, pensando nos pinguins, que para chegar até eles era preciso passar por isso…um coleguinha alguns bancos a frente não conseguiu e prosseguiu o resto da viagem passando mtooo mal.

Depois de ver esse grandões, o barco seguiu viagem para Isla Magdalena, os PINGUINS!! A navegação até lá dura em torno de 1 h, por isso achei que não ia passar mal e talz, porém essa parte de ficar parada em alto mar vendo os leões marinhos acabou com minha estratégia.

Chegando na ilha, recomendações: não ande perto dos pinguins; se eles cruzarem na sua frente espere e deixe eles passarem; não toque nos pinguins…depois que eu desci e vi a fofura deles entendi que as recomendações eram bem verdadeiras, porque dava vontade de pegar um, colocar no casaco e trazer pra casa! Eles são muuitooooo fofos!

Pinguim!!
Pinguim fofo!

Diz se não dá vontade de pegar e amassar esses coisos?

E toda hora um cruzava o caminho se amostrando! Tinham poucos, pela fala do guia, era pra ter bem mais e ainda bebês, porém como a estação de frio foi atrasada em 2015 eles ainda estavam chocando os ovos! Tinham mais pássaros que pinguins, a maioria estava em suas tocas chocando os ovos! Tanto as fêmeas quanto os machos chocam os ovos, eles fazem um revezamento.

A época que é possível fazer esse passeio é de Novembro a Março, exatamente porque eles gostam de mostrar os pinguins novinhos, depois eles saem da ilha para passear xD E voltam na época de reproduzir novamente.

Onde eu estava no mapa!

O passeio pela ilha dura em torno de 1h, tem uma trilha a seguir até o farol que fica no alto da ilha, depois, completando um círculo, chega-se novamente ao barco. O percurso se fosse feito caminhando normalmente duraria 20m, mas né…todos vão bestas pelo caminho, tentando tirar a melhor foto possível dos pinguins e apreciar as belezas da ilha.

Cheguei ali ó onde tá marcando a foto, a Isla Magdalena faz parte do estreito de magallanes, esses pinguins são conhecidos por este nome. Depois que todo mundo chega no farol, tira as fotos e retorna ao barco é servido um lanche, chá, chocolate quente ou café e umas bolachas! Eu não quis saber de nada porque ainda tinha 1 h de volta e comer dentro do barco balançando não era uma ideia muito boa pra mim.

Chegando no cais a van já estava nos esperando, a próxima parada, pra mim e namorido, já que era o último dia, era o outlet de Punta Arenas \o/

Como a volta passava em frente, o motorista nãos e importou em nos deixar lá, fica uns 30m de carro do lugar que estávamos hospedados, então foi só aproveitar o caminho.

No outlet…que é na verdade um shopping gigante, tem várias lojas de marca, sem marca, cheguei lá procurando pela praça de alimentação para almoçar, é claro, comidas típicas de shopping que não gostei muito, mas a fome foi mais forte.

Depois, pesquisando muito, achei que valia a pena comprar óculos de sol e namorado um relógio, mesmo com a conversão saiu metade do preço que sairia aqui no Brasil! Explicação: essa zona não tem imposto!

Voltamos para nossa hospedagem, iludidos que o nosso voo era no outro dia, portanto tinha mais um dia para dormir e conhecer o centro da cidade…ledo engano! Chegando na casa do Marcelo o google apitou, seu voo está próximo, daqui 8 h…o voo ser 00:25 atrapalhou minha cabeça e na verdade teria que ir para o aeroporto naquela noite =0

Começou a correria de arrumar mala, mochila, Marcelo queria falar conosco, trocar experiências sobre o Brasil e o Chile, como o voo era tarde deu tempo. Ficamos umas 2 h conversando com ele e sua esposa, perguntando se já tinham vindo ao Brasil, se todo tempo ventava em Punta Arenas…regados a vinho, refri e uns petiscos deliciosos. Foi durante essa conversa que descobri que tinham pinguins maiores e que para chegar até eles não era preciso barco…os lindos e maravilhosos Pinguins Reis! Já anotei para a próxima xD São aquele pinguins grandes e elegantes que tem a coloração laranjada perto da garganta. Mas como o tempo era curto nem daria tempo mesmo de vê-los.

Ele pediu para o táxi nos buscar 10 h, esse não teria como ser o compartilhado porque as malas e mochilas já estava abarrotados e ocupariam todos os espaços, porém como era de confiança de um local nos cobraram o preço informado e deu tudo certo.

Chegamos no aeroporto de Punta Arenas…aquele vento, mas lá dentro quentinho! xD Esperar o voo e partir para o último destino no Chile…Santiago.

Punta Arenas é uma cidade pequena, realmente utilizada de trânsito para ver os pinguins ou para quem vai descer para o Ushuaia, pelo preço do voo vale a pena passar 2, 3 dias lá para fazer esses passeios, fica mais perto do que saindo do El Calafate; o único problema de Punta Arenas é o VENTO!

Vídeos fofos dos Pinguins!!!! *_*

Até a próxima Gordice =)