Bênção

“Sei viver na necessidade e também na fartura. Aprendi o segredo de viver em qualquer situação, de estômago cheio ou vazio, com pouco ou muito. Posso todas as coisas por meio de Cristo, que me dá forças.” (Filipenses 4:12–13 — NVT)

Confunde-se muito nos dias de hoje “bênção” com dinheiro, ou prosperidade financeira. Quando se ouve alguém dizer que “Deus o tem abençoado”, creio que a maioria da audiência imediatamente liga esta “bênção” com um grande lucro financeiro, um aumento de salário, a compra de um imóvel, um carro zero quilômetro, ou algo semelhante.

É interessante notar que se partirmos desse princípio, o apóstolo Paulo não era tão “abençoado”, visto que ele declara que aprendeu a viver com estômago vazio e com pouco. Se continuarmos com o mesmo raciocínio nem mesmo Jesus seria um homem “abençoado”, pois não tinha “sequer um lugar para recostar a cabeça” (Mt 8:20), e ensinava que quem quisesse ser seu discípulo deveria “negar-se a si mesmo, tomar a sua cruz e o seguir” (Mc 8:34). Não, bênção não é sinônimo de dinheiro. Aliás, muitas vezes bênção mesmo pode ser alguém justamente não ter muito dinheiro, “pois, que adianta ao homem ganhar o mundo inteiro e perder sua alma?” (Mc 8:36). Sabendo disso, todos que querem seguir Jesus deveriam “calcular o custo” disso. Você está disposto a deixar tudo para segui-lo? Está disposto a suportar as dificuldades, carregar a cruz?

A maior bênção que recebemos de Deus foi Jesus Cristo, que morreu por nossos pecados nos dando a possibilidade de desfrutarmos da vida eterna. Não existe bênção maior que essa! E através de Cristo, podemos suportar toda e qualquer dificuldade, porque ele estará sempre conosco e nos dará forças!