Deus salva até políticos

“Antes de tudo, pois, exorto que se use a prática de súplicas, orações, intercessões, ações de graças, em favor de todos os homens, em favor dos reis e de todos os que se acham investidos de autoridade, para que vivamos vida tranqüila e mansa, com toda piedade e respeito. Isto é bom e aceitável diante de Deus, nosso Salvador, o qual deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade”. (1Timóteo 2.1–4)

Há quem diga que futebol, política e religião não se discute! Mas, na prática, não é o que acontece, principalmente com futebol e política, não é verdade? Enquanto debates sobre os times do coração esquentam ou esfriam conforme a fase da equipe, parece que sempre há o que dizer sobre política e ainda mais sobre os políticos. Além de comentar e debater a respeito, o que devemos fazer?

No tempo em que o apóstolo Paulo escreveu a Timóteo, os cristãos eram violentamente perseguidos, inclusive pelo imperador da época: Nero. Por isso, Paulo exorta Timóteo a ter a oração como prioridade, orando de diversas maneiras por qualquer tipo de pessoa, porque Deus se agrada disso. A despeito das circunstâncias políticas, econômicas e sociais, Timóteo deveria orar para que Nero e outros fossem salvos.

Quando se trata da situação política de nosso país, o que você tem feito? Muitas vezes temos a impressão que pouco, ou nada, podemos fazer. A Bíblia nos ensina que devemos, antes de tudo, orar para que aqueles que estão investidos de autoridade conheçam a Cristo e sejam salvos. Isso porque Deus salva todo tipo de pecador, até mesmo os políticos! Já orou pelos políticos hoje?