Liberdade!

“Mas nem mesmo Tito, que estava comigo, foi obrigado a circuncidar-se, apesar de ser grego. Essa questão foi levantada porque alguns falsos irmãos infiltraram-se em nosso meio para espionar a liberdade que temos em Cristo Jesus e nos reduzir à escravidão”. (Gálatas 2:3–4 — NVI)

Muitas pessoas pensam que o cristianismo é repleto de regras e de “nãos”. Imaginam que os cristãos são aquelas pessoas esquisitas, que se vestem esquisito, falam esquisito (às vezes parece até um outro idioma) e nunca podem fazer nada porque sua “religião não permite”. É bem verdade que podem existir pessoas que se dizem cristãs e sejam assim, digamos, “esquisitas”. O que acontece, é que essas pessoas acreditam que Deus as aceitará por seguirem um conjunto de regras e costumes religiosos. São escravas religião. Infelizmente elas ainda não compreenderam o verdadeiro evangelho, nem o que significa ser cristão.

Haviam alguns “falsos irmãos” na igreja da Galácia que estavam ensinando mais ou menos isso. Eles diziam que quem quisesse ser cristão deveria antes seguir às leis de Moisés e se tornar judeu. Esse evangelho é falso (1:6–7). No verdadeiro evangelho, quando nós cremos em Jesus somos imediatamente aceitos por Deus. Nós não fazemos por merecer nossa salvação, mas através da fé em Cristo, é a vida dele que conta! Jesus fez por merecer a nossa salvação, e o nosso pecado foi lançado sobre ele.

O evangelho liberta de várias maneiras. Primeiro, ele nos liberta da condenação do pecado (Rm 8:1). Jesus pagou o preço e não devemos mais nada. O evangelho nos liberta da escravidão cultural. Se a salvação depende de nossa obediência às regras, então, quanto mais específicas forem essas regras, melhor. Por isso existem tantas “regras religiosas” relacionadas a usos e costumes. Dizer simplesmente “ame ao seu próximo como a si mesmo” é muito vago e inatingível para um religioso. O evangelho também nos liberta da escravidão emocional. Quem vive seguindo uma lista de regras para ser aceito por Deus andará sempre inseguro e culpado. O evangelho nos dá real LIBERDADE para obedecermos a Deus por amor!