Onde encontrar motivação? Com mais motivação, mais Produtividade.

Uma pilha de dinheiro te motiva? Claro que sim!

Vamos abordar neste texto uma pequena lista de fatores que podem ser usados para te motivar. De antemão preciso avisar que você é um ser que é humano, ou seja, um ser humano. Os seres humanos são únicos em suas diferenças e a resposta de um poderá não ser a de outro. Não entendeu? Ok, aqui você vai aprender alguns modos para melhorar sua motivação. Alguns vão te ajudar e outros não, porque você é ÚNICA(O). Use o que melhor agradar! ❤

Antes de começarmos, vou te fazer uma pergunta: Seria Mais Fácil se a Vida Fosse um Jogo? Se ainda não leu esse artigo, pode ler antes ou depois daqui! ❤

Começando com a capa deste artigo, vamos falar sobre dinheiro. Trabalhamos e estudamos dia a dia com o objetivo de ter aquela bruta recompensa ao fim de cada mês. Algo interessante a respeito deste aspecto vem da Programação Neuro Linguística (PNL). Um dos ensinamentos da PNL é o de usar a antecipação da recompensa como motivação para ação. Ficou confuso? Deixa explicar:

Quando você imagina detalhadamente uma magnífica situação sua futura e bem específica, você pode atrelar a ela os passos necessários para alcançá-la. Se você se sentiu bem e sabe que seguindo esses passos você ficará cada vez mais perto desse objetivo, seu inconsciente trabalha para que você o alcance!
Imagine acordar às 8h nesta costa, olhar pro lado e pegar uma caneta cinza brilhante para anotar o ótimo sonho que você não sonhou, mas o que está logo à sua janela: seu futuro.

Que tal trabalhar de casa fazendo consultorias e ganhando o suficiente para pagar, com folga, uma casinha permanente na praia aqui ao lado. Quão mais específico você for na sua imaginação, mais forte essa memória vai ser como motivação. Imagine qual a cor da mesinha ao lado da cama, com quem você quer morar, o que você quer fazer às 9h da manhã, qual a caneta que vai usar e tudo o mais. Eu tenho um cenário desse anotado e o leio diariamente. A leitura desse cenário faz nosso cérebro entrar em pane por culpa de uma coisa: a realidade é diferente daquilo que você está tão feliz em imaginar, então o cérebro te faz seguir os passos que você criou. Como por exemplo, estudar aquela matéria que você não gosta para poder atingir aquele sentimento que você já possui — a casa na praia!

Essa estratégia de mentalização move montanhas mas precisa envolver casas. Se você criar metas surreais, reduza. Se seu cérebro acreditar que é impossível, ele desiste. Ser dono da lua talvez seja uma péssima meta, mas ganhar medalha de ouro nas olimpíadas de 2020 é fichinha! hahaha

5 minutos hoje é infinitamente maior que 0 minutos ontem

Algo que desmotiva bastante é não enxergarmos o longo prazo. Nós, seres humanos limitados, costumamos apenas ver o futuro próximo e não entender bem as complicações de nossas ações. Pior que isso, muitas vezes usamos o futuro próximo para justificar o quão ruim seremos, mas usamos o passado distante para provar que somos, realmente, ruins. NÃO MAIS!

Olhe para longe, olhe para cima, olhe para o futuro distante.

Mas não esqueça que nenhum maratonista consegue dar 2 passos ao mesmo tempo. Você não é diferente. O que precisa entender é que o longo prazo é benéfico, seja ele passado ou futuro. Se olhar para o seu ontem e ficar triste por perceber que você não estudou 1 segundo sequer, por que você quer insistir em cumprir sua meta de estudar 4 horas num dia? Não é assim que funciona, você está tentando ganhar uma corrida à pé contra um Porsche!

Você precisa se debruçar sobre si e analisar bem a situação: se ontem foram 0 minutos e hoje forem “apenas 5”, você estará sendo infinitamente superior ao que foi ontem. Continue assim e meus parabéns! Se você entender que reduzir a cobrança aumenta a responsabilidade, então você conseguirá aumentar a cobrança. Imagine que você tira essa meta de 4 horas por dia e muda para 5 minutos por dia. Na primeira semana você cumpre de segunda a sexta. Na segunda semana, você resolve fazer 15 minutos e consegue. Na terceira, resolve 40 minutos e consegue. Na quarta, 2 horas e não consegue…

Reajuste!

Entenda que o importante é continuar andando, continuar reajustando a velocidade da mesma forma que você faz quando aparece um radar no trânsito. Olha só: sabe qual a diferença entre uma pessoa que não lê sequer 1 livro por ano pra uma quem lê 9 livros de 300 páginas? 15 minutos por dia. Já imaginou sair de zero para 9 com apenas 15 minutos? Esse é o futuro, o futuro que dá pequenos passos de 15 minutos e completa mais livros que a maioria das pessoas. Pense pequeno, mas faça grande olhando pro distante! ❤

A cruz dos outros é maior que a minha

Essa é uma motivação pesada e que precisa que você entenda a motivação anterior antes. Se você está tendo problemas graves com motivação e a dica anterior serviu muito pra você, pare de ler aqui e vá logo clicar no ❤ lá em baixo porque esta motivação pode chegar a ser até motivo de depressão!

A cruz. Dos outros.

Vamos passar bem rápido nessa reflexão para termos dois modos de absorver e reagir sobre! :)

Quando falo de cruz, me refiro a problemas, sofrimento e qualquer coisa ruim que a vida traga. Aqui, precisamos entender que ao compararmos nossos problemas com o de outras pessoas em situação pior, acabamos criando um efeito em nós mesmos. E esse efeito pode ser usado para melhorar nossa motivação interior.

O primeiro modo de entender isto é analisando a cruz de modo sentimental: pense sobre alguém que tem menos oportunidades que você, alguém que batalhou muito mais para chegar onde você está confortável hoje. Tente imaginar o que esta pessoa faria se estivesse no seu lugar aproveitando as oportunidades que você tem. Entenda bem, não quero que você pense nisto para ficar triste, quero que você imagine uma pessoa com menos condições trocando de vida com você instantaneamente. O que essa pessoa faria? Será que ela reclamaria do emprego? Será que ela não iria aproveitar melhor esse curso que você teima em não conseguir terminar? Será que ela desperdiçaria menos comida? Tente acessar esse sentimento e usá-lo ao seu bem, para amplificar sua motivação!

O segundo modo é analisando a cruz de modo competitivo: imagine que você está competindo com várias pessoas. A metade delas tem a cruz mais pesada que a sua e a outra metade tem a cruz mais leve que a sua. Agora bastar saber que as pessoas com cruz mais pesada terão mais trabalho para competir com você, ou seja, basta você se esforçar um pouco que irá superá-las. E para as pessoas com cruz mais leve, imagine que elas estão conformadas com a situação “superior” em que se encontram e que precisem se esforçar menos que você.

O detalhe vencedor é o seguinte: se você der o máximo de si, não somente vencerá quem tem mais dificuldades, mas vencerá os conformados pois seu excesso de esforço superará o excesso de facilidades deles. Veja um grupo em que você é a média dos integrantes e, quando chegar no topo, mude seu grupo para estar no meio e repetir o feito! ;)

Resumo Produtivo

  • Imagine cada detalhe de um momento do futuro seu. Agora planeje os passos e faça com que sua mente anseie por esse futuro e realize-o!
  • Olhar pro fracasso do passado é saber que qualquer esforço é muito superior ao que você já fez até agora. Passos pequenos, conquistas largas.
  • Imagine que você não tem as oportunidades que tem: o que faria se recebesse essas oportunidades? Vença a corrida de cruzes pesadas!

Agradeço muitíssimo sua atenção até aqui. Se você clicar no ❤ coração ❤ aqui em baixo, o autor — que por coincidência — sou eu próprio, fica muito feliz! Então clica aí e compartilhe com alguém que acha que possa ajuda! Até a próxima! ❤