Símbolos e Ícones

Pesquisa visual de símbolos e ícones sapatomicos e bissexuais, cheios de significantes e significados.

Imaginem só vocês o que acontece quando procuramos no google imagens as palavras: lésbica, sexualidade, saúde e bissexual… pensaram? Pois é, é uma enxerruda de cenas pornos que objetificam e afirmam o feitiche que existe quando falamos sobre sexo entre mulheres.

Mas existem coisas legais, como as imagens abaixo:

Fofas demais, né?

— — —

Também existem símbolos e ícones que representam essas mulheres, que explicarei a seguir. (Imagens e explicações retiradas do seguinte link: http://ladobi.uol.com.br/2014/10/20-bandeiras-lgbt/)

Sapas desse mundão:

Triângulo preto: O Parágrafo 175 do estatuto alemão que criminalizava os atos sexuais entre dois homens não citava lésbicas, mas o triângulo preto denotava “mulheres associais”nos campos de concentração. Isso incluía feministas, lésbicas, prostitutas e mulheres que se negavam a gerar filhos. Assim como o triângulo cor-de-rosa dos homens, o triângulo negro tornou-se um símbolo de orgulho e solidariedade entre as lésbicas.

Labrys: O machado de duas lâminas, também chamado de labrys, está associado com sociedades matriarcais ancestrais, às amazonas e à deusa grega Deméter. Hoje em dia ele é um símbolo da força e da independência das lésbicas.

Signos de mulher entrelaçados: O círculo com uma cruz colada a sua parte inferior é o símbolo astrológico do planeta Vênus e também representa o sexo femino. Ele remete ao espelho da deusa greco-romana do amor e da beleza. A união de dois desses signos lado a lado vem sendo usada para representar a comunidade lésbica desde a década de 1970. Esse símbolo também já foi utilizado para representar o feminismo e a irmandade de todas as mulheres, então três signos de Vênus também podem ser utilizados para representar especificamente o orgulho feminista.

Manas Bissexuais:

Triângulos da bissexualidade: Não se conhece a origem desses dois triângulos interligados, um azul e rosa, às vezes chamados de “biângulos”. Há algumas hipóteses de que o triângulo rosa representa a atração por mulheres e que o azul representa a atração por homens, ou que o rosa representa a homossexualidade, o azul a heterossexualidade, e o roxo a bissexualidade.

Bandeira do orgulho bissexual: Inspirado por seu trabalho voluntário no grupo BiNet USA, Michael Page criou a bandeira do orgulho bissexual em 1998 para representar os bissexuais nas paradas de orgulho. Emprestando as cores dos biângulos, Page criou a bandeira de maneira que ela fosse 40% rosa, 40% azul e 20% roxa. “A chave para compreender o simbolismo da bandeira do orgulho bi é saber que a faixa roxa cria uma transição suave entre as faixas rosa e azul, assim como no ‘mundo real’ os bissexuais se misturam suavemente tanto com as comunidades gays e lésbicas como com as comunidades heterossexuais”, escreveu Page.

Luas crescentes da bissexualidade: O símbolo das duas luas foi criado para evitar utilizar os triângulos dos campos de concentração nazistas.

Símbolos de homem e mulher entrelaçados: Estes símbolos representam homens atraídos por homens e mulheres (esquerda) e mulheres atraídas por homens e mulheres (direita).

O painel ta ficando bom, que ver mais coisas? Só colar no meu pinterest.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.