A armadilha da satisfação profissional

Acredito que muitas pessoas não se sentem plenamente satisfeitas em seus trabalhos. Muitos não gostam do trabalho como um todo, mas tem aqueles que até gostam do que fazem, mas tem sempre um “mas”: seja porque falta tempo livre para viver as outras áreas da sua vida, seja por causa do chefe, seja por falta de reconhecimento, seja por stress e sobrecarga, e por aí vai.

Entre essas pessoas, acredito que existem dois grupos: o primeiro é composto pelas pessoas que acreditam que trabalho é isso mesmo: “trabalhar dá trabalho e devo aceitar as coisas como são”. E o segundo grupo, que está em crescimento, é o das pessoas que querem satisfação profissional em primeiro lugar e que estão vivendo essa busca.

Esse segundo grupo de pessoas não se importa em trocar de trabalho quantas vezes forem necessárias e até mesmo de mudar de profissão se perceber que não está satisfeito com a sua escolha. Eventualmente pessoas desse grupo acabam se frustrando tanto que passam a fazer parte do primeiro grupo, se conformam acreditando que realmente não tem jeito.

Por ter feito parte do 2º grupo quase passando para o 1º, aprendi algumas lições.

A primeira delas é que é possível sim ter um trabalho satisfatório, a ponto de achar que seu trabalho nem é trabalho, é diversão. Eu comecei a acreditar nisso no momento que encontrei pessoas que viviam essa realidade. Em vez de pensar: “elas conseguiram porque tem xyz e eu não”, pensei, “se elas conseguiram, eu também posso.” Logo, por eu acreditar nisso, foi essa a realidade que criei para mim.

A segunda delas é que, embora seja possível, existe uma armadilha nessa busca por satisfação profissional que se não estivermos atentos, a tendência é, ou ficarmos a vida toda correndo atrás de satisfação e nunca encontrarmos, ou nos conformarmos acreditando que as coisas são como são.

A armadilha é achar que você vai encontrar um trabalho ideal sem se tornar o profissional ideal para viver esse trabalho.

O que quero dizer com isso? Exitem muitas pessoas buscando mudanças positivas em suas vidas, mas poucas querendo mudar. Muitas pessoas culpando os acontecimentos externos por suas insatisfações, poucas se responsabilizando por se colocarem nessas situações. Enquanto você não toma as rédeas da sua vida e se responsabiliza pelo que acontece com você, você não tem poder de mudar nada.

Mudar o CNPJ não vai te trazer satisfação profissional. Só você é capaz de fazer isso.

Não deixe de deixar um 💙 se você gostou ;)

Heleni

:.: Quer saber mais sobre meu trabalho como Coach? Entre em contato pelo email helenib@gmail.com que te explicarei como funciona :)