Git, também conhecido como salva-vidas

Esses dias terminei o curso de Git do Willian Justen (aliás, recomendadíssimo. O cara ensina muito bem) e percebi o que estava perdendo durante todo esse tempo que não usei Git.

Pra quem não sabe, Git é um sistema de controle de versão, na verdade um dos mais famosos e mais usados hoje em dia. Pra ter uma noção, o código do Vue.js tá no GitHub (que é um serviço de web hosting compartilhado para projetos que usam o Git), junto com Bootstrap, Node.js, jQuery, Font Awesome e muitos outros. Isso permite que nós, meros mortais, possamos contribuir com esses projetos e torná-los cada vez melhores, além de aprender bastante com o código já existente.

Pequeno cheatsheet de Git

A parte legal da coisa é justamente essa: contribuir. Essa palavra significa cada vez mais num mundo onde o código open source deixa de ser um diferencial e se torna uma necessidade tanto em questão de evolução do produto (Bootstrap, por exemplo, fica cada vez melhor) quanto em questão de visibilidade do produto e dos contribuintes.

Então, se você tem uma ideia bacana praquela biblioteca que você sempre usa, que tal ver se ela está no GitHub? Além de contribuir com a comunidade, você de quebra ganha pontos no gráfico de contribuições do seu perfil e pode incluir essas experiências no seu currículo.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.