Hipnose acelera a cicatrização em cirurgias

Samej Spenser
Dec 15, 2011 · 6 min read
Foto do acervo pessoal, por Stephanie Mitchell.

Carol Ginandes derruba muitos mitos sobre a hipnose. “Na hipnose, as pessoas não perdem o controle e entram em um estado como de zumbi, onde eles podem ser induzidos à fazerem coisas contra sua vontade.”, diz ela.

1. Feridas cirúrgicas curam-se mais rápido

Marie McBrown foi convidada para testar se a hipnose poderia ou não ajudar a curar as cicatrizes de sua cirurgia de mama. Marie (nome fictício) e 17 outras mulheres foram submetidas à cirurgia para redução do seio.

“Todos esses usos funcionais podem ajudar uma pessoa se sentir melhor”, Ginandes continua. “Eu também estou interessada em usar a hipnose para ajudar as pessoas a ficarem melhores fisicamente. Isso significa usar a mente para fazer mudanças estruturais no corpo, para acelerar a cura ao nível dos tecidos”.

Há quatro anos, Ginandes e Daniel Rosenthal, professor de radiologia da Harvard Medical School, publicaram um relatório sobre seu estudo da hipnose para acelerar a regeneração de ossos quebrados. Eles recrutaram 12 pessoas com tornozelos quebrados que não necessitavam de cirurgia e que receberam o tratamento normal no Massachusetts General Hospital, em Boston. Além disso, Ginandes hipnotizou metade deles uma vez por semana durante 12 semanas, enquanto a outra metade recebeu apenas o tratamento normal. O mesmo médico aplicou o gesso e outros cuidados, e o mesmo radiologista tirou radiografias regulares para monitorar o progresso da cura. Outro radiologista avaliou os raios-X (não sabendo quais os pacientes foram submetidos à hipnose).

2. Como hipnotizar

Nem todo mundo está convencido com os resultados. Alguns especialistas afirmam que as diferenças podem ser explicadas pela atenção extra — maior apoio psicológico — dada aos pacientes hipnotizados. Então, quando ela estava pronta para tentar novamente a hipnose em 18 pacientes de cirurgia de mama, Ginandes os separou aleatoriamente em três grupos. Todos tiveram o mesmo cuidado cirúrgico pelos mesmos médicos. Seis receberam atendimento único padrão, seis também receberam atenção e apoio de um psicólogo, e seis foram submetidos a hipnose antes e após a cirurgia.
As sessões de hipnose ocorreram uma vez por semana durante oito semanas. As sessões psicológicas ocorram no mesmo esquema.

Hipnose com o pêndulo de Chevrêul | Google Imagens

3. Da “besteira” ao “viva!”

Os investigadores relataram esses resultados na edição de abril do American Journal of Clinical Hypnosis. Este relatório, é claro, não prova conclusivamente que a hipnose vai acelerar a cicatrização de feridas. A maior limitação do estudo envolve o pequeno número de pacientes, o que torna difícil generalizar os resultados para outros tipos de feridas. Depois, há o possível efeito da expectativa, a crença de alguns pacientes que o hipnotismo vai funcionar. É o mesmo efeito visto quando as pessoas tomam uma pílula de açúcar para aliviar uma dor nas costas, bem como em pessoas que tomam remédios. Vai exigir mais estudos envolvendo muitas pessoas, para obtermos a maioria dos médicos a gritar “viva!” em vez de “besteira”.




Hipnose Prática

Publicações sobre Auto-Hipnose, Hipnose, Hipnoterapia, Hipnose Clínica e demais temas relacionados.

Samej Spenser

Written by

Brazilian; Hypnotherapist, Mental Reprogrammer, beer (and coffee) lover, podcaster and bearded. http://about.me/SamejSpenser

Hipnose Prática

Publicações sobre Auto-Hipnose, Hipnose, Hipnoterapia, Hipnose Clínica e demais temas relacionados.

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade