“Hipnose vs. TEPT”, desde 1917!

Print Screen: Dr. Nonne utilizando hipnose em um soldado com TEPT

Ontem, 29 de dezembro de 2014, encontrei um vídeo de 1917, — em preto e branco, mudo, ou seja, sem áudio e com “legendas” em alemão (se alguém se dispuser à traduzir, ficarei muito feliz em adicionar a legenda ao vídeo!) — , filmado no Hospital Eppendorf, em Hamburgo, que mostra o fisiologista e hipnoterapeuta alemão, Max Nonne utilizando a hipnose para tratar soldados com TEPT — Transtorno de Estresse Pós-Traumático, (em alguns lugares, também conhecido como “Shell Shock”).

O Transtorno de Estresse Pós-Traumático (TEPT), Perturbação de Stress Pós-Traumático (PSPT) em português europeu, Estado de Stress Pós-Traumático ou ainda Síndrome Pós-Traumática, é um transtorno psicológico que ocorre em resposta à uma situação ou evento estressante (de curta ou longa duração), de natureza excepcionalmente ameaçadora ou catastrófica. Saiba mais sobre o TEPT na Wikipédia.

No vídeo, mais de uma dezena de pacientes, (soldados), vestidos apenas com uma cueca branca para que seja possível visualizar a reação em seus corpos, (tremores, tiques e posições não naturais) são apresentados um após o outro, mostrando a ação do TEPT em cada um, (o primeiro paciente é mostrado apenas do tronco para cima, para que possa ser possível perceber a gagueira extrema que será tratada pela hipnose. Para conhecer uma abordagem mais atual para lidar com a tartamudez, confira o vídeo na nota lateral). Os demais pacientes, são exibidos de corpo inteiro, de forma que é patente (e sofrível) sua condição.

O Dr. Nonne, vestido de jaleco branco, faz uso do costume da época, ou seja, sugestões diretas e passes para trabalhar com seus pacientes.

Sem me demorar mais, assistam o vídeo:

Dr. Max Nonne utilizando a hipnose no tratamento do TEPT, em 1917.

O que acharam do vídeo? Me diz nos comentários logo aí abaixo.
Eu achei fantástico! rsrsrs


Lembre-se também de comentar, recomendar este texto para outros leitores, (para isso, basta clicar/tocar no 💚 logo abaixo do texto), e compartilhar com seus amigos nas redes sociais! 😉


Originalmente publicado em www.SamejSpenser.com.br.