Dezenas de Quasars são descobertos nos confins do Universo

Impressão artística de um Quasar. Crédito: ESO

Conhecidos como os objetos mais brilhantes do Universo e entre os que estão mais distantes, Quasars são Buracos Negros Supermassivos (contendo bilhões de vezes a massa do sol) que estão presentes em galáxias enormes e consumindo todo o material ao redor, mas com um diferencial: fenômenos internos ligados à radiação e aos campos magnéticos, conseguem expelir quase à velocidade da luz parte do gás capturado pela gravidade impressionante deles.

Um time liderado por Eduardo Bañados da Carnegie Institution for Science, descobriu 63 novos Quasars de quando o Universo tinha apenas 1 bilhão de anos. Esta quantidade descoberta dos objetos quase dobra o número de Quasars antigos até então conhecidos.

Apesar de décadas de procuras intensas por Quasars, os cientistas descobriram ainda muito poucos, pois são extremamente raros. Por isso, este novo achado contribuirá para informações da “infância” do Universo após o Big Bang. Nos ajudará a saber o que aconteceu neste período de uma maneira mais precisa, entendendo muito melhor sua evolução.

Podemos esperar nos próximos anos, incríveis informações sobre estes magníficos objetos!

Crédito: NASA/JPL-Caltech