Setembro é queridinho para cerimônia de casamento.

Meses antes pouco notados são oportunidade para organizar enlace com menos concorrência. Matéria do Elas por Elas.

Bruno Silva
Jul 8 · 3 min read

Maio tem a alcunha de “mês das noivas”, porém não é o favorito dos casais para subir ao altar. Há três anos consecutivos, setembro é o mais concorrido, mas há quem prefira a brisa do verão às flores primaveris e mesmo aqueles que definem a data de acordo com a agenda da igreja ou dos fornecedores requisitados. Para ajudar na escolha e mostrar o novo panorama que se forma, o iCasei fez um levantamento com base em 172.984 casamentos realizados entre 2017 e 2018.

Períodos que antes eram menos expressivos ganharam notoriedade, como janeiro e março, que tiveram crescimento de 43% e 45%, respectivamente, em relação a 2017. A atmosfera agradável do verão desses meses foi escolhida por 11.755 casais para o tão esperado ‘vos declaro marido e mulher’.

“Em períodos de férias coletivas há maior facilidade em reunir amigos e familiares, principalmente aqueles de outras regiões. Outro possível fator é o recebimento do 13º salário, que como respiro financeiro, possibilita incrementar a festa dos sonhos”, diz Luis Machado, fundador da plataforma líder em tecnologia de serviços e conteúdo de casamentos do Brasil.

Na liderança, setembro marca não apenas o começo da primavera, como também das festas que acontecem no segundo semestre do ano. O iCasei registrou 12.636 uniões no mês, seguido de novembro, outubro e dezembro, com mais de dez mil casamentos cada. A variedade de flores e os termômetros em alta são ideais para aqueles que desejam a cerimônia ao ar livre ou programam um destination wedding no país.

Os meses com menor concorrência Já fevereiro, considerado o lanterninha das celebrações, teve um aumento considerável.

“Esse ainda é o período com menor busca dos casais, mas a alta de 23,14%, no último ano, indica que a época da folia também rende boas histórias de amor”, aponta Machado.

O feriado estendido de carnaval é uma das datas evitadas pelo receio de que os convidados não compareçam devido a viagens já marcadas, por exemplo.
Há quem prefira oficializar o enlace em datas especiais, mesmo no inverno ou driblando superstições — o que explica o fato de julho e agosto terem tido praticamente a metade de enlaces do que o mês queridinho, setembro, com 6.614 e 5.540, respectivamente. Esses períodos podem ser, inclusive, os mais propícios para os noivos que não querem disputar por datas na igreja ou pela agenda dos fornecedores, uma vez que a procura tende a ser menor. Independentemente do mês, como já inspira a canção de Nando Reis e Roberta Campos: ‘de janeiro a janeiro’, é sempre tempo para o amor.

Matéria Original — Elas por Elas

iCasei

Desde 2007 inspirando casais a realizarem a melhor escolha de suas vidas! Afinal, somos apaixonados por casamento.💙

Bruno Silva

Written by

iCasei

iCasei

Desde 2007 inspirando casais a realizarem a melhor escolha de suas vidas! Afinal, somos apaixonados por casamento.💙