A face da mentira

A verdadeira ficha é o que há.

Photo by Jon Tyson on Unsplash

O que não é o amor nato, senão nossa tentativa diária em preservar o que melhor carregamos e somos, mesmo quando se está apanhando?

Buscar o equilíbrio

manter o estado de espírito chamado felicidade

mesmo quando se depara com o desigual

por ainda se acreditar em resiliência

Seria isso o amor? Muito longe das promessas do moço alegre, dos floreios do falso príncipe. Que ainda não virou sapo.

Amar então é enxergar o melhor nos outros sem dominar

Muito distante das 124864218 vezes que você ouviu “eu te amo”

Ser o amor da vida ou ter amor na vida??!

Fica o questionamento reflexivo perturbante
Like what you read? Give Deni Maliska a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.