Despedida

Sobre a frequente despedida de dois amantes apaixonados.

E é quando você se vai,

Quando passa por aquela porta que te recebeu com tanto apego,

E vai levando com você todo o sorriso verdadeiro que sorri,

Toda alegria genuína que senti,

Por dividir um pouco do tempo que tive ao seu lado.

E é quando você se vai,

Levando uma boa parte de mim,

Mesmo não querendo dizer adeus,

Deixou um vazio enorme do seu lado da cama,

Que somente você pode preencher.

Quando você se vai,

Leva uma parte do que sou ao seu lado

Deixando-me sem chão para caminhar.

Fico a pensar, amor meu

Quando estaremos a dividir

Os mesmos lençóis novamente

Quando pertenceremos um ao outro

Sem que a distância venha empatar

O caminho entre dois amantes como nós.

E pensar nisso, por um momento

É o suficiente para acalmar meu coração

Até a sua chegada tão esperada…