A (tri)experiência da UXConf BR

UXConf BR 2017

Quando você pode dizer que o maior evento de Experiência do usuário é realmente A Experiência? Esse foi o UXConf BR 2017, que na sua terceira edição questionou o que, para que e como estamos desenhando serviços, produtos e experiências.

Nós queremos compartilhar, com a comunidade, um pouco da nossa visão do evento como pessoas que estiveram presente em todas as edições.

Para começar, gostaríamos de agradecer a UXConf BR por ter proporcionado novos amigos, novos colegas e contatos para a vida toda. E por ser tão especial: foi nela que a Personas surgiu!

A primeira edição do UXConf BR, nos ensinou que a comunidade precisava focar nos contextos dos usuários, entendendo profundamente suas frustrações, motivações e desejos. Assim também, nos ensinou: nós temos uma comunidade! Nos proporcionou o melhor happy da vida, reunindo profissionais engajados e empenhados para fazer o design ser cada vez mais valioso em seus ambientes de trabalho.

UXConf 2015

Mudando um pouco o foco, agora precisamos medir os resultados de todo o trabalho. Então foi assim que a segunda edição nos fez voltar para a casa com novos aprendizados sobre métricas. E com uma experiência ainda melhor, já que o evento triplicou de tamanho, e oferecendo mais mimos e happys mais e mais legais!

UXConf BR 2016

Nesta edição a gente volta com o modelo mental de um grande pensador: questionando tudo que nós estamos criando. O evento foi muitas vezes emocionante, com os questionamentos sobre trabalho, vícios, propósito, acessibilidade e inclusão. Saímos desta edição com a missão de desenhar melhores experiências que tragam benefícios sociais, econômicos e ecológicos.

UXConf BR 2017

Desde a primeira edição notamos o quanto os organizadores se preocupam com a nossa experiência, afinal somos seus usuários. Uma ação simples, que aconteceu nas três edições, foi o painel de forças e oportunidades de melhorias para as próximas edições. Incrível como é de cuidado deles colocar ações em prática, e assim podemos ver em cada edição o amadurecimento e consolidação como um evento (inter)nacional.

Sempre há coisas a melhorar, o processo é continuo, mas pensar que na primeira e segunda edição do UXConf BR não tínhamos wi-fi e na última tivemos (mesmo que um pouco falha, mas teve!), é um exemplo. Outro são os coffees, que foram produzindo menos resíduos e melhorando as opções. E o que falar do café + doce de leite + paçoca? WOW!

Boas histórias e novos conhecimentos sempre trouxemos de Porto Alegre, mas voltar com a mala cheia de mimos deixa a memória ainda melhor. Nos conectamos diariamente com a UXConf através do adesivos, camisetas, copos e bolsas.

UXConf 2017

Criamos esse texto para mostrar nossa visão sobre a melhoria da qualidade e sucesso do evento. Se você quiser saber mais sobre o conteúdo, veja os links das análises de outros colegas:

Aprendizados da UXConf BR 2017 (Elisa Volpato):
https://brasil.uxdesign.cc/aprendizados-da-uxconf-br-2017-276cc316c84e
UXConf BR 2017: a evolução da experiência (Daniel Chaves)
https://medium.com/uxconfbr/uxconf-br-2017-a-evolu%C3%A7%C3%A3o-da-experi%C3%AAncia-c1b8b6583348
Uma passada pela UXConf Brasil 2017! (Fabiana Rangel)
https://www.linkedin.com/pulse/ux-faz-tempo-que-n%C3%A3o-%C3%A9-sobre-pintar-caixinhas-e-sim-uma-rangel

Agora só em 2018??! Não, sorte que tem ISA em novembro!

Até o ISA, #gocats!

por Adriane Tavares Quintas e Marina Tavares Quintas

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.