Inside PicPay
Published in

Inside PicPay

Por que o PicPay Assinou o #ManifestoTech?

Por Phil Calçado

Ol√°!

Antes de mais nada, gostaria de apresentar para voc√™s, afinal sou novo por aqui! ūüėÉ Meu nome √© Phil Cal√ßado, e desde janeiro deste ano eu sou o novo CTO (Chief Technology Officer) Global do PicPay. Voc√™ certamente conhece o PicPay como o maior app de pagamentos do Brasil e, que est√° sempre inovando quando o assunto √© facilitar a rela√ß√£o que as pessoas t√™m com dinheiro. Talvez seu primeiro contato com nossa plataforma tenha sido por sermos pioneiros em pagamentos digitais, quase dez anos antes do PIX existir, ou ainda voc√™ o tenha conhecido mais recentemente ao utiliz√°-lo como sua carteira digital e claro, ao usufruir de incr√≠veis oportunidades de cashback e outros produtos financeiros.

O Inside PicPay, este blog, √© o nosso espa√ßo para falar n√£o s√≥ do produto em si, mas sobre tudo que rola nos bastidores. Sobre os desafios e aprendizados de nossas equipes de Engenharia, Produto e Design. Algo que todos aprendem ap√≥s alguns anos nessa √°rea √© que o maior desafio nunca √© t√©cnico. Por mais interessante que seja a arquitetura e tecnologias que constru√≠mos para entregar uma plataforma que atende mais de 60 milh√Ķes de usu√°rios e mais de 6.8 bilh√Ķes de transa√ß√Ķes financeiras por m√™s, o maior desafio de qualquer empresa √© sempre montar um time diverso e com tudo que precisa para ser eficaz e eficiente.

Um fen√īmeno que impacta a n√≥s e a todas as outras empresas de tecnologia √© a escassez de profissionais. Hoje em dia, toda empresa √© uma empresa de tecnologia. Isso gera uma enorme demanda por pessoas desenvolvedoras, que aliada a fatores externos como a situa√ß√£o cambial e os efeitos da pandemia, complicam o cen√°rio de gest√£o de talentos para as empresas nacionais. Tamb√©m √© sabido que existe uma maior receptividade das gera√ß√Ķes mais novas a serem contratados como prestadores de servi√ßo sem benef√≠cios que uma rela√ß√£o formal de emprego oferece.

O mercado Tech, est√° em constante transforma√ß√£o. Ap√≥s quase duas d√©cadas nessa ind√ļstria, aprendi que por mais que n√£o possamos prever como o mercado de tecnologia estar√° daqui h√° 10 anos, eu posso garantir que ser√° diferente do cen√°rio atual. E se esta √© a realidade que vivemos, √© nosso papel nos adaptarmos e evoluirmos.

Como praticantes de engenharia, nosso papel √© achar solu√ß√Ķes dentro das limita√ß√Ķes impostas pelo mundo real. Como quem trabalha no PicPay me ouve falar todo santo dia, se voc√™ quer construir um avi√£o voc√™ n√£o pode simplesmente fingir que a Lei da Gravidade n√£o existe.

Montando uma Estratégia de Pessoal

Qualquer um que passe quinze minutos na famosa ‚Äúbolha dev‚ÄĚ no Twitter ou em outra rede social, logo percebe que essa hist√≥ria tem dois lados. Assim como pessoas mais experientes s√£o escassas, pessoas que entraram na ind√ļstria h√° pouco tempo n√£o s√≥ existem em maior n√ļmero, bem como est√£o ativamente √† procura de oportunidades.

Neste cen√°rio, a primeira rea√ß√£o de empresas que, como n√≥s, est√£o incessantemente √† procura de novos talentos para evoluir seus produtos, pode ser simplesmente contratar o maior n√ļmero de pessoas menos experientes poss√≠vel. E esta n√£o √© uma ideia nova. Quando entrei na ind√ļstria, bem no fim da primeira bolha da Internet, isso era muito comum. Startups, consultorias e at√© empresas tradicionais contratavam qualquer pessoa que soubesse a diferen√ßa entre teclado e mouse ‚ÄĒ incluindo este que vos escreve.

√Č f√°cil adivinhar o resultado dessa movimenta√ß√£o. Eu mesmo, com apenas um ano de experi√™ncia, era o principal arquiteto do produto mais importante da minha empresa, um gerenciador de conte√ļdo utilizado por boa parte das maiores empresas do pa√≠s. Se voc√™ olhasse detr√°s dos panos veria que o produto era composto por um infinito n√ļmero de arquivos em ASP 3.0 duplicados para cada cliente, e o deploy era feito em compartilhamento SMB do Windows, utilizando Microsoft Access como banco de dados. Controle de vers√£o? Que controle de vers√£o?! ūüôÉ

Basicamente o √ļnico motivo das coisas ‚Äúmeio‚ÄĚ que funcionarem na √©poca da bolha, era porque na Internet s√≥ haviam meia d√ļzia de pessoas e o eventual gato andando pelo teclado do dono desavisado.

Como n√£o repetir os mesmos erros desta vez? Eu acredito firmemente que o problema √© ver isso como um desafio apenas de recrutamento. Para mim, recrutamento √© apenas um componente de uma estrat√©gia de pessoas, que envolve n√£o s√≥ recrutar, mas tamb√©m como criar processos, plataformas e sistemas de suporte, que fa√ßam as pessoas que voc√™ contratar eficientes e alinhadas com os objetivos da empresa. A estrat√©gia une o ‚Äúquem‚ÄĚ com o ‚Äúo qu√™‚ÄĚ atrav√©s do ‚Äúcomo‚ÄĚ.

O #ManifestoTech

Cada organiza√ß√£o tem seus objetivos e limita√ß√Ķes, logo n√£o h√° uma estrat√©gia de tamanho √ļnico que servir√° para todas. Aqui no PicPay, n√≥s come√ßamos a desenhar nossa estrat√©gia no in√≠cio do ano, e estamos em processo de implementa√ß√£o. Ela est√° pautada em desde discuss√Ķes sobre tecnologias e t√©cnicas nas quais apostamos, at√© sobre como continuamos construindo times diversos que n√£o s√≥ representam a comunidade que servimos bem, como nos d√° acesso a ideias e solu√ß√Ķes que um grupo homog√™neo nunca sequer pensariam.

Uma das a√ß√Ķes que tomamos foi nos unir a outros membros da ind√ļstria nacional ‚ÄĒ empresas de todos os tipos, incluindo fornecedores, e at√© concorrentes nossos ‚ÄĒ em redigir e assinar o que eventualmente virou o ManifestoTech.org. O principal componente do manifesto √© uma lista simples e curta de princ√≠pios que os signat√°rios entendem ser valores que j√° s√£o e continuar√£o sendo bem sucedidos no mercado atual:

  • Contratar pessoas em desenvolvimento, e n√£o s√≥ as experientes.
  • Promover cultura de crescimento com aprendizado cont√≠nuo.
  • Habilitar essas pessoas a entregarem valor em projetos reais.

Enquanto essa lista pode ser radical para alguns, para muitos n√£o h√° nenhuma novidade. E nem √© pra ter. Desde o Manifesto √Āgil, este formato √© utilizado para sintetizar os valores e princ√≠pios centrais de pr√°ticas j√° utilizadas de maneira bem sucedida na ind√ļstria. Por vezes esss pr√°ticas podem parecer diferentes ou at√© antag√īnicas entre si. O papel do manifesto √© remover o ru√≠do causado por detalhes de implementa√ß√£o e focar no cerne da id√©ia, por exemplo como Scrum, Kanban e Extreme Programming s√£o implementa√ß√Ķes diferentes do Manifesto √Āgil.

Estes s√£o alguns dos princ√≠pios que norteiam a estrat√©gia que estamos implementando no PicPay, e os consideramos t√£o fundamentais que nos sentimos no dever de ajudar a codific√°-los e divulg√°-los para a ind√ļstria de tecnologia no Brasil como um todo. Como pode-se imaginar h√° outros componentes de nossa estrat√©gia mais espec√≠ficos para a nossa realidade ou que consideramos parte da nossa vantagem competitiva e por isso, manteremos confidenciais.

Próximos Passos

O Manifesto Tech é um dos primeiros passos, uma declaração formal para todas as pessoas, dentro e fora da empresa, de que nós estamos com destino à essa direção.

√Č importante entender o tamanho do desafio. O PicPay completar√° dez anos em setembro deste ano, com 3.600 colaboradores dos quais 40% lidam diretamente com desenvolvimento e opera√ß√£o de sistemas. Por mais que as coisas por aqui se movimentem na velocidade da Internet, mudar o rumo de um transatl√Ęntico n√£o √© algo que se faz da noite para o dia.

Além do plano de implementação desta estratégia que construímos internamente, o feedback da comunidade de tecnologia é extremamente importante para que nós possamos identificar pontos que havíamos erroneamente ignorado, ou coisas que estão no nosso plano mas que deveriam ser olhados com mais urgência. Por exemplo, muitas pessoas nos apontaram vagas em nossa página de oportunidades que foram abertas muito antes do manifesto e não estavam de acordo com os princípios, nos dando uma oportunidade de corrigir nosso curso imediatamente.

Exatamente como ocorre com software de c√≥digo aberto, expor nosso trabalho para a comunidade faz com que milhares de pessoas nos ajudem a identificar e corrigir bugs na nossa implementa√ß√£o. Por isso, ser mais abertos com rela√ß√£o a nossas ideias e aprendizados √© parte fundamental desta estrat√©gia que tanto falamos. Nas pr√≥ximas semanas e meses continuaremos usando este blog, nossa presen√ßa em eventos e redes sociais, para manter a comunidade de tecnologia atualizada sobre as li√ß√Ķes aprendidas ao longo de nossa jornada.

At√© l√°! ‚ú®ūüíö

--

--

Acreditamos que uma √≥tima forma de evoluir √© por meio do compartilhamento de conhecimento. Aqui voc√™ encontrar√° artigos dos mais variados times que constroem diariamente as solu√ß√Ķes usadas por milh√Ķes de pessoas. Boas vindas ao Inside PicPay!

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store