Três apontamentos sobre o Rock in Rio

Resenha de um pastor

Foto: Thiago Cipriano. Flickr

1.º | “O pop não poupa ninguém”, e o tempo também não.

2.º | Se o diabo é o pai do rock, ele deve estar muito decepcionado com seu filho.

3.º | Os crentes — especialmente seus líderes — que ontem julgavam, condenavam e executavam fráteres e sórores por irem ao RIR, e hoje, ou assistem de casa, ou vão, ou aprovam, ou “permitem”, ou fingem não ver os que vão, deveriam, por honestidade moral e espiritual, fazer um público mea-culpa.

Urbana Legio Omnia Vincit!


One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.