Inovar sem ter uma proposta de valor bem definida pode fazer você perder dinheiro, ao invés de ganhar.

“Inovação” pode ser uma furada para a sua empresa!

Sim , você não leu errado. A “inovação” pode levar a sua empresa à bancarrota.

Mas calma, explico. O termo inovação , de uns 15 anos para cá, se popularizou em escala exponencial. Capitaneado principalmente pelas grandes corporações (Apple, Microsoft, Samsung, entre outras) , o conceito derivou para formas ( Design Thinking é uma delas, por exemplo) e campos diversos, chegando inclusive nas micro e pequenas empresas .

E isto é ótimo , pois somente por intermédio da germinação do conceito inovativo nas PME’s, é que poderemos transformar uma economia ainda fundamentada em commodities (Brasil incluso aqui) para uma indústria de alta tecnologia (com maior valor agregado), cuja base forçosamente é construída em processos … de inovação.

No entanto, temos que tomar cuidado com um conceito, que pode ser sensivelmente problemático para a compreensão clara do que é inovar . E ele é:

Inovação sem proposta de valor? Por favor, não inove!

É estranho uma consultoria de inovação falar isto, mas é a plena verdade. Vamos recapitular rapidamente o conceito de inovação, elaborado pela 3M:

“Inovação é quando uma ideia atende às necessidades e expectativas do mercado, é viável do ponto de vista econômico e sustentável e oferece retorno financeiro às empresas. Ou seja, toda inovação precisa gerar resultados.

A definição é clara e direta (para mim , é a melhor que existe). No entanto , antes de você criar todo um arcabouço propício para o surgimento da cultura de inovação , é necessário que se tenha uma proposta de valor (produto ou serviço) factível, que atenda as necessidades e o anseios de um público-alvo e , principalmente, que encontre uma ressonância profunda e constante com os valores , princípios e jeito de ser da empresa. Sem isto definido antes ou durante o processo, nada feito. Você vai rasgar dinheiro.

Quer uma dica de que isto acontece?

No relatório The Most Innovatives Companies 2016, da consultoria The Boston Consulting Group , mostrou que apenas 56% das organizações brasileiras iriam considerar investir em inovação (só para comparar, o índice chinês foi de 81%). Ok, estamos ainda em vigência de uma forte crise econômica que , no início de 2018, nos atinge em cheio. No entanto, se observarmos o restante do planeta, veremos uma tendência de crescimento da inovação justamente em momentos de crise econômica. O que é algo normal e coerente , visto que inovar é necessário nestes momentos para estabelecer diferenciais da concorrência e ser mais competitivo;

Mas por que no Brasil, observamos este paradoxo? Simples: falta de confiança ou , em casos extremos, ausência de uma proposta real de valor. Não é falta de dinheiro, estrutura ou qualquer outro tipo de blá blá blá qualquer.

Dica final: pense em uma proposta de valor, antes ou durante o processo de inovação. Caso contrário, você vai rasgar dinheiro. Como definir uma proposta de valor sustentável para sua empresa? Falaremos disto em uma outra oportunidade.

Estamos voltando aos poucos com o blog. Caso você queira que mais textos com a temática da inovação sejam feitos, compartilhe este nas suas redes sociais. E curtam nossa page no Facebook.

Em breve , estaremos com o site novinho em folha. Aguardem!

Grande abraço!

www.intersectionconsultoria.com.br (site)

https://www.facebook.com/intersection.consultoria/ (Facebook)

Blog Intersection Consultoria

Blog da Intersection Consultoria

Intersection Consultoria

Written by

Blog Intersection Consultoria

Blog da Intersection Consultoria

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade