O backstage de uma startup em bootstrapping

Me chamo Pedro Galoppini, sou co-fundador e CPO na Involves, fui contemplado com a honra de escrever o artigo introdutório do Blog Oficial sobre Desenvolvimento, Produto e Inovação da Involves, o Involves Rocks!

Escrevo este texto falando não somente por mim, tampouco pelos sócios fundadores, mas por todos os mais de 130 Involvidos (termo que identifica o colaborador da Involves). Portanto, o crédito de cada uma das conquistas aqui citadas é, acima de tudo, de muito trabalho em equipe.

Neste artigo contarei um pouco da nossa história e, com os assuntos abordados, darei um panorama geral sobre o tipo de conteúdo que vocês podem esperar em nosso blog.

Saudações, somos a Involves!

A Involves é uma startup que nasceu em Florianópolis e, aquele sonho de 6 amigos de empreender, hoje já é compartilhado por mais de 130 involvidos (e crescendo…). Também estamos presentes em São Paulo, onde temos um escritório para aumentar nossa proximidade com clientes, pois boa parte deles está em território paulistano.

Respiramos trade marketing, mercado no qual nosso produto, o Agile Promoter, está inserido. O Agile (para os íntimos) é uma ferramenta para gestão de times de execução de loja. Por meio dele simplificamos o processo de monitoramento e compliance de grandes times de campo, tornando-os mais produtivos e transformando cada um dos colaboradores (em sua maioria promotores de venda) em agentes da informação. Eles são capazes de coletar qualquer tipo de dado diretamente dos pontos de venda onde nossos clientes estão ofertando seus produtos. Tudo isso para tornar o trade marketing dos nossos clientes data driven, com foco na alavancagem de vendas no varejo.

De modo geral, o nosso cliente final são indústrias (marcas) dos mais diversos segmentos que comercializam bens de consumo no varejo, muitas vezes atendidas indiretamente por meio das diversas agências de trade marketing parceiras. Você com certeza tem contato com uma ou mais marcas atendidas pela Involves, toda vez que vai ao supermercado fazer compras. Onde houver gôndolas há Agile Promoter!

O primeiro resultado de imagem no Google quando buscamos por gôndola. Não é exatamente o que eu esperava.
Fechamos o ano de 2016 faturando pouco mais de R$ 11 milhões e seguimos em um crescimento acelerado durante o ano de 2017. Somos um dos poucos cases de startups de tecnologia bootstrapped deste porte, ou seja, sem investidores.

Banda de garagem

Os 6 co-fundadores são amigos desde o período de universidade, principalmente por compartilharem o palco tocando rock nas festas universitárias da época. O mundo da música não se mostrou um mercado fácil para ganhar a vida, desta forma “pivotamos” para a área de tecnologia, fundando a Involves em 2008. A música permaneceu em nossos corações e continua a fazer parte do nosso dia a dia na empresa, na forma de um valor muito importante para a nossa cultura.

Acesse a playlist do InvolveSessions no Youtube e aprecie nosso talento musical.
Pessoalmente acredito que existem dois extremos quase opostos que podem ser a fagulha inicial de um negócio de sucesso: (1) Haver grande predestinação e alto conhecimento sobre um mercado ou (2) a ingenuidade e total incerteza sobre o foco da atuação da empresa.

Numa ponta, negócios que nascem de empreendedores predestinados com alto conhecimento e bagagem, têm maiores chances de dar certo. As pessoas têm tanto conhecimento e certeza com relação às suas hipóteses de produto e em como irão construir aquilo, que existe convicção que o sucesso será alcançado.
Já no outro extremo, negócios que nascem de empreendedores ingênuos não têm certezas com relação ao “o que” nem ao “como” inicialmente, mas a falta de amarras a conceitos preestabelecidos, estribeiras que muitas vezes limitam a visão de todos inseridos naquele meio, podem conduzir a uma disrupção no mercado. A ingenuidade de certo modo pode levar à (falsa) convicção do alcançamento do sucesso.

A certeza do sucesso não existe em nenhum ponto desta régua. O trabalho duro, a vontade de fazer algo novo acontecer e a alta capacidade de aprender rapidamente são determinantes para qualquer negócio ser bem-sucedido.

Acredito que o principio da Involves se encaixe próximo do segundo extremo. Ao contrário de muitas startups, nascemos sem uma visão de produto e mercado. Queríamos construir uma empresa de tecnologia — com um ambiente e cultura que nos fizessem levantar todos os dias com o sorriso na cara — por meio da criação de um software que nos rendesse receita recorrente, modelo de negócio também conhecido por SaaS (embora nós sequer soubéssemos desta classificação naquele momento).

Era como se fôssemos uma banda que não tinha repertório, tocávamos conforme os pedidos da plateia, sempre buscando curtir ao máximo as músicas da forma que pareciam ser mais harmônicas.

Nossos primeiros shows

Em 2009 alugamos uma sala comercial e todos os fundadores passaram a se dedicar somente à Involves. Tínhamos o pressentimento de que aquele era o momento certo para nos arriscarmos como empreendedores. Iniciamos como fábrica de software e, durante os primeiros anos, desenvolvemos mais de 10 produtos. Muitos deles renderam uma grana para manter as contas da empresa no azul e comprar a janta (pois o almoço a gente vendia), mas nenhum deles emplacou no mercado. A maioria deles partiu da necessidade de algum cliente que bateu a nossa porta.

Foi desta mesma forma que nasceu, em 2010, o Agile Promoter. Inicialmente batizado de “Projeto The Edge”, fazendo referência ao guitarrista do U2.

“With or without you”

Em um primeiro momento, o Agile parecia somente uma fonte de renda pontual. Com o tempo, descobrimos que era um mercado interessante para apostar, o que se mostrou correto quando conseguimos fechar o primeiro contrato com uma grande indústria do norte do Paraná. Naquele instante o show começou, e dali em diante a Involves passou a crescer de maneira rápida até os dias de hoje

Lançando nosso primeiro álbum

Quando lançamos a primeira versão do Agile Promoter em 2010, o mercado de tecnologia móvel no Brasil era incipiente, tanto no que diz respeito aos celulares disponíveis no mercado como com relação aos planos de dados para telefonia móvel. O acesso à smartphones era fator importantíssimo para o sucesso do Agile pois, para que fosse possível monitorar o time de campo de maneira eficiente, precisávamos que nosso aplicativo conseguisse sincronizar dados, como fotos e preços, com a nossa plataforma em tempo real. Recursos como GPS para conseguir validar a realização das visitas dos times de campo, também seria fundamental. Por isso, a ascensão do Android, a rápida popularização dos smartphones e o barateamento dos planos de dados a partir de 2011 foram determinantes para viabilizar nosso produto, tanto do ponto de vista funcional quanto do ponto de vista de custo da solução como um todo.

Motorola XT316 > iPhone X. Este brinquedinho viabilizou os primeiros projetos com o Agile Promoter!

Neste momento o Agile Promoter ainda não era nosso carro chefe. A maior parte do dinheiro que entrava na Involves ainda era proveniente da nossa fábrica de software, nosso “venture capital orgânico”, tanto que o primeiro colaborador que contratamos foi para trabalhar com nossos projetos de web sites sob demanda.

Com o tempo fomos conhecendo melhor o mercado e conquistando mais clientes relevantes. Orientamos o desenvolvimento do nosso produto de acordo com as necessidades que nossos clientes traziam, mantendo sempre grande proximidade com eles, “produtizando” os problemas que eram trazidos por eles em features que foram sendo disponibilizadas para todos os usuários. Aos poucos a balança entre “fábrica de software” e “Agile Promoter” foi equilibrando até pender completamente para o lado do Agile.

1 milhão de reais em MRR ( Monthly Recurring Revenue) que valem mais que dinheiro! Ra Ra Ra Ê!

Emplacando um hit na Billboard

As coisas estavam definitivamente começando a ir bem, mas precisávamos de mais velocidade.
O marketing digital foi o grande responsável por nos colocar na “prateleira”, fazendo com que nossos clientes nos encontrassem. Boa parte do dinheiro que entrava era revertido para as áreas de Vendas, Marketing, Produto e Suporte.

Alavancamos o crescimento da empresa que, por 4 anos consecutivos, cresceu a uma taxa superior a 100%, fazendo com que fôssemos classificados como uma Scale-Up. Durante todo este período houveram diversas rodadas de contratações para suportar o crescimento acelerado e inúmeras reestruturações de papéis e departamentos, para elevar a qualidade do serviço prestado.

Por decisão nossa, permanecemos sem capital de investidores durante todas estas rodadas. Sempre encontramos uma forma de executar nosso planejamento de expansão sem necessitar recorrer à investimentos. Não considero este fato bom ou ruim. Foi somente nossa opção até o momento em que escrevo este artigo, muito embora enxergue que trazer novos sócios para a empresa possa ser muito bom por diversos motivos.

Conquistamos os primeiros clientes multinacionais, que acabaram levando nossa solução para o mercado estrangeiro motivados pelos bons resultados obtidos em suas operações brasileiras com o Agile Promoter. Com isso começamos a fincar nossa bandeira em diversos países da América Latina. Hoje nossa receita com clientes internacionais se aproxima a 10% do faturamento total.

War: Agora é brincadeira de gente grande!

Com o crescimento do nosso produto em um mercado relativamente novo e com pouquíssimos conteúdos a respeito, vimos a oportunidade de começar algumas iniciativas que pretendiam educar o mercado. E, em 2015, realizamos o Agile Experience, o primeiro evento nacional com foco em trade marketing. Esta edição foi gratuita e contou com 100 participantes. Em 2016 tivemos 400 e, na terceira edição do evento, realizada em 2017, conseguimos trazer quase 900 participantes pagantes para o AEx em Floripa, contrariando a tendência de polarização de eventos corporativos em São Paulo. Hoje o AEx é considerado um marco importante para a maturidade do trade marketing no Brasil e América Latina.

Tive a responsabilidade de apresentar as novidades do Agile no AEx 2017

Para trabalhar melhor o inbound marketing, criamos um portal de conteúdo especializado em trade marketing chamado Clube do Trade.

Estas iniciativas nos tornaram referência no mercado de Trade Marketing, transformando-nos não somente em uma empresa de tecnologia, mas em uma empresa referência em trade.

No final do ano de 2016 realizamos um grande sonho: sermos reconhecidos pelo GPTW como a melhor empresa para se trabalhar do Brasil. Neste mesmo momento nos mudamos para uma nova sede com muito mais espaço e conforto para suportar os próximos anos de desafios e crescimento, que devem vir sempre acompanhados de muitas contratações.

A galera na nova sede da Involves: “Mais que colaboradores, Involvidos!”

No momento em que escrevo este artigo, temos aproximadamente 30 mil smartphones utilizando o Agile Promoter em campo, espalhados por mais de 10 países!

Cada ponto piscando no mapa é um usuário abrindo o app do Agile.

Desafios futuros

Continuar crescendo de maneira acelerada é, sem sombra de dúvidas, o nosso maior desafio. Por razões óbvias, manter altas taxas de crescimento fica cada dia mais difícil. Do ponto de vista de produto e tecnologia, sempre há muito trabalho, tanto no que diz respeito ao legado tecnológico de um produto que tem mais de 6 anos de estrada, como no sentido de trazer novas features e melhorias para deixar o Agile ainda mais atraente. Desta forma, posso citar alguns desafios que fazem parte do nosso roadmap e são determinantes para o nosso sucesso nos próximos anos:

Trocando pneu com carro andando: Desenvolvedores lançando uma feature enquanto corrigem um bug em produção.
  • Escalar nossa cultura organizacional;
  • Tornar a Involves uma marca reconhecida entre os profissionais de TI do Brasil (este blog do Medium é uma das iniciativas para o alcance deste objetivo);
  • Fazer poeira mantendo o domínio no mercado brasileiro;
  • Atingir de maneira mais proativa mercados internacionais;
  • Escalar nosso produto, reestruturando-o para utilizar recursos de forma mais eficiente;
  • Elevar a qualidade do nosso software, diminuindo retrabalhos e tornando o time de desenvolvimento mais produtivo;
  • Incorporar inteligência artificial para maximizar os resultados dos nossos clientes;
  • Entender as dores do nosso mercado trazendo soluções diferenciadas para nossos clientes;
  • Transformar o Agile em um produto (mais) apaixonante ❤

Se você chegou até aqui, provavelmente se interessou pela nossa história ou pela Involves de alguma forma. No primeiro momento, focaremos principalmente em conteúdos relacionados à área de tecnologia e produto, mas sinta-se livre para comentar e sugerir qualquer tema relacionado à um dos diversos tópicos que citei neste artigo. Ficaremos felizes em contribuir com a comunidade trazendo os Involvidos para compartilhar experiências e conteúdos por meio do Involves Rocks!

“We will rock you!”