Quando o acaso acontece: conheça a história de amor da Lyliane e do Paulo

Quem diria que um encontro na fila de um banco mudaria para sempre a história da Lyliane e do Paulo? Conheça uma história de amor pra lá de inusitada ;-)

Por Gaía Passarelli

Vamos falar a verdade: poucas coisas são menos românticas ou emocionantes que uma fila de banco. Mas isso não impede que uma fila também guarde suas surpresas, acontecimentos inesperados e finais felizes. De repente é numa fila de banco que você conhece o amor da sua vida. Duvida? Pois foi exatamente isso que aconteceu com a Lyliane e o Paulo.

Em 2008, meados de agosto, Lyliane, uma capixaba recém-chegada a São Paulo, precisou ir a uma agência Itaú para conversar sobre linha de crédito educativo. E nesse mesmo dia, mesma hora e mesma fila estava Paulo, vindo do interior de São Paulo, para conversar com o gerente sobre o financiamento para seu primeiro carro.

“Bom, eu sou geminiana e falo pra caramba,” conta ela. “E como o Paulo é igual, nós começamos a conversar”. Papo vem, papo vai, os dois acabaram trocando telefones e e-mails. Tanto a linha de crédito quanto o carro deram certo, mas o que deu mais certo foi o encontro. Foi um desses deliciosos acasos da vida porque, além da tagarelice, Lyliane e Paulo também tinham em comum a engenharia: Paulo já era engenheiro formado e Lyliane estava em São Paulo para cursar faculdade. Então depois de se despedirem, tinham essa desculpa para continuar a conversar por SMS.

Os dois passaram a se falar por mensagem todos os dias, e falavam tanto que Paulo sugeriu o primeiro encontro. “Fomos para a Vila Country, porque a Lilyane adora música sertaneja,” lembra ele. “Gostarmos das mesmas coisas: cerveja, churrasco, casa cheia. Somos os dois espevitados, falamos pelos cotovelos! Tanto que nossos amigos nem estranham quando contamos que nos conhecemos por acaso num banco,” diz Lyliane.

Os gostos em comum contaram bastante e um encontro levou a outro e a coisa virou namoro sério, de morar junto. Nesse tempo, Lyliane e Paulo até fizeram um primeiro investimento conjunto: um apartamento. E a oficialização da união veio em 2013, com uma grande festa para os amigos.

Hoje, Lyliane e Pedro têm mais uma coisa em comum: o Pedrinho, primeiro filho do casal, um garoto de oito meses, sorridente que nem os pais. “Eu conto essa história para todo mundo! Penso que era o destino nos encontrarmos ali e termos tantas coincidências. Costumo dizer, que na lei do relacionamento, são os iguais que se atraem. Porque os opostos se atraem apenas na química e na física.”

_

Conhece alguém com uma história de amor tão inusitada quanto a da Lyliane e do Paulo? Conta pra gente ;-)

Aproveite para ler outras histórias inspiradoras e emocionantes que preparamos especialmente para você:

Like what you read? Give Itaú a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.