Primeiro mês comprando de brechós e trocando

O que já aprendi nesse primeiro mês de projeto.

Primeiro de tudo, um mês passa muito rápido, parece que foi ontem que comecei a pensar o que poderia fazer para mudar a forma que estava consumindo moda e agora já tem um mês desse projeto.

@jeeslou — no brechó Jumble Retrô

Comecei dia 01 de abril, eu queria mudar a forma que estava consumindo e também queria mostrar para as pessoas que estão próximas que é possível compras roupas legais sem gastar horrores e sem incentivar ainda mais roupas no mundo. Os brechós estão lotados de roupas, as lojas estão cheias e os nossos guarda roupas também, não precisamos de mais roupas no mundo.

O saldo até agora é bem positivo: visitei um brechó na galeria ouro fino que amei, lá comprei o vestido da foto + uma jaqueta jeans, paguei R$ 40 em cada um. E a principal dica que aprendi nesse brechó é se for no brechó leve dinheiro trocado assim você pode negociar o preço e conseguir desconto, foi isso que fiz.

Durante o mês de abril teve a semana do Fashion Revolution, um evento para incentivar que as pessoas questionem as marcas sobre a produção das peças e durante a semana rolou vários bate papos sobre a industria da moda, marcas que estão fazendo diferente e possíveis soluções, ou seja aprendi bastante e ainda dá um animo ver a galera que está empenhada em fazer diferente.

Para encerrar a semana de ações aqui em São Paulo teve a trocaria um evento que você leva peças que não gosta mais porém estão em bom estado para trocar por outras peças. Levei alguns desapegos e garimpei seis novas peças (vestidos, saia, short, camisa jeans e um colar).

Fechei o primeiro mês com oito novas peças no guarda roupa e apenas R$ 80 gastos com roupas e ainda desapeguei de algumas que estavam paradas no guarda roupa. Vamos para o segundo mês de #jeenobrecho provando que dá para ter peças novas e legais gastando pouco e sem incentivar ainda mais produções de roupas nesse mundão.