Há algo mais narcisista do que um blog pessoal?

E ninguém se importa

Lista do que essa postagem não deve conter:

· Nostalgia

· Reclamações

· Crise existencial

Estou aqui me remexendo enquanto olho para a tela quase vazia. Há alguns minutos eu sabia exatamente como começar e terminar esse post, que é o primeiro depois de muito, muito tempo, mas, como estava comendo um pedação de bolo, não anotei nada e nem fiz esqueminha. Só sei que quero blogar. Porque ando estressado, ansioso. Porque era algo que eu gostava de fazer. Mas blogar sobre o que e para quem? Sobre coisas aleatórias e para mim mesmo, imagino. Eu poderia escrever, por exemplo, que estou engordando e isso é muito chato e muito fútil da minha parte escrever isso aqui. Poderia escrever sobre bloqueio criativo. Quanto tempo faz que não escrevo um conto? Poderia escrever que o Mato Grosso é um deserto verde e vermelho ou que as coisas têm mais me irritado do que me dado prazer, mas isto seria uma reclamação e não quero ficar reclamando e reclamando. Então vou escrever apenas que pretendo voltar aqui com frequência para postar sobre qualquer coisa. E agora vou dormir, são 02h23 e estou com sono, o que é muito raro, já que até mesmo os sonhos costumam me impedir de entrar. Cara, que postagem narcisista, que vergonha de mim!

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Jefferson Reis’s story.