#217 Saber o que não quer

Saber o que quer da vida não é tarefa fácil. Pelo menos pra maioria, acredito eu.

Invejo minha irmã, por exemplo, que desde seus maduros 10 anos de idade falava em ser dentista. É o que ela faz hoje, com muito prazer.

Mas casos assim são os menos comuns. Nós, a maioria, estamos no mesmo barco, navegando meio sem direção.

Mesmo meio que sem rumo, navegar ainda é melhor que ficar parado. Tentar muitas coisas é essencial.

Ao experimentar muitas coisas, acabamos por saber o que não queremos fazer, o que pode não ser tão importante quanto saber o que quer, mas já é um bom começo.

Mudamos bastante ao longo dessa vida, e quem descobre o que realmente quer fazer pelo resto dela e consegue seguir por esse caminho, já sai em vantagem pra se sentir realizado.

Mas se você se sente meio perdido, com vontade de fazer várias coisas, não entre em pânico. Isso é natural.

Só não pare de remar. Navegue que o caminho sempre reserva boas descobertas.

Nem que sejam apenas aquelas que te ajudam o que eliminar da lista.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.