Inscrições para voluntariado no combate à dengue e zika abrem nessa segunda (22) em Curitiba

Prefeitura de Curitiba vai recrutar 15 mil voluntários para o combate ao focos das doenças

Reportagem: Plínio Lopes | Edição: Arthur Henrique
A Prefeitura espera que com o aumento no número de pessoas com capacidade para realizar esse trabalho consigamos eliminar o mosquito. (Foto: Divulgação/Prefeitura de Curitiba)

A Prefeitura de Curitiba, em parceria com a Defesa Civil, irá selecionar 15 mil pessoas para atuarem como voluntários no combate ao Aedes aegypt, o mosquito transmissor do vírus da dengue, do zika e da febre chikungunya.

Os voluntários irão atuar no combate aos focos de cerca de 15 mil quadras dos 75 bairros da cidade. Cada voluntário deve ficar responsável pelo monitoramento semanal dos imóveis de uma quadra.

Os interessados em participar devem acessar o site da Prefeitura de Curitiba (www.curitiba.pr.gov.br) a partir da próxima segunda-feira (22) e fazer sua inscrição. Os selecionados receberão um treinamento dado pelo município para as ações de fiscalização e conscientização, além dos crachás de identificação e materiais para as visitas.

Além da população em geral, a Prefeitura convocou em especial clubes de serviço, universidades, sindicatos, igrejas e grupos de escoteiros. A União dos Escoteiros do Brasil (UEB) afirmou que já está estimulando estes grupos a realizarem atividades de combate ao mosquito. O representante da UEB, Douglas Ferreira, declara ‘’Nós estamos incentivando as ações dos escoteiros, que já estão realizando atividades de limpeza nas próprias sedes e nos parques ao redor’’. O Grupo Escoteiro Jângal, que fica no bairro Cajuru, vai realizar um mutirão com a comunidade para limpar o bosque de conservação Mercúrio e assim diminuir os focos do mosquito.

Casos em Curitiba

Segundo o site da Prefeitura de Curitiba, esse ano foram confirmados 173 casos de dengue na cidade de Curitiba, mas todos são importados, ou seja, a pessoa contraiu a doença fora da, mas desenvolveu os sintomas na cidade; e 13 casos de zika, também importados. Não foi confirmado nenhum caso de chikungunya em Curitiba em 2016.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Jorlab’s story.