Projetos de lei não impedem chegada do Uber à Curitiba

Polêmico aplicativo inicia atividades na capital em algum momento de 2016, e já está convocando motoristas

Reportagem: Maria Miqueletto | Edição: Gabriele Maniezo

Os esforços para barrar a entrada do Uber em Curitiba não geraram o resultado esperado. Na última terça-feira, 16, a empresa anunciou em nota oficial sua chegada à cidade e está convocando motoristas.

Desde o ano passado, táxistas da capital protestam contra o uso do aplicativo, antes mesmo de ser liberado. O vereador Chico de Uberada (PNM) fez várias tentativas de dificultar a entrada do Uber, por meio de projetos de lei. O primeiro projeto (005.00149.2015) proposto foi devolvido ao autor para adequações, Chico então apresentou um substitutivo geral (031.00039.2015). O projeto foi discutido no dia 24 de novembro de 2015 pela terceira vez, na Comissão de Legislação, Justiça e Redação da Câmara Municipal, e acabou arquivado.

Chico tentou novamente, dessa vez apresentando uma nova proposta sobre o assunto (005.00201.2015) junto com Jairo Marcelino (PSD). O projeto prevê multa de R$ 1.700,00 aos condutores e/ou propritários de veículos que transportam passageiros sem a autorização da Prefeitura de Curitiba — entre eles, os motoristas que atuam através do Uber. O projeto está em análise pelas Comissões.

Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Distrito Federal também já tiverem projetos que proibiram o uso do Uber tramitando na Câmara. Atualmente, o aplicativo é utilizado nas três cidades.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.