Como chegar bem à terceira idade

Nossa reportagem mostra a história de pessoas que ingressaram na melhor idade muito bem — com alegria e muita saúde

Por Renan Barbosa

Dona Aparecida (ao centro), que tem 86 anos, durante aula de hidroginástica

Se eu for falar da minha vida vai dar um livro, mas para chegar aos 86 anos do jeito que eu cheguei é muita atividade física, sem sedentarismo e ocupar a cabeça, sempre com muita alegria”.

A fórmula da pousoalegrense Aparecida Costa Pereira vai começar a fazer cada vez mais sentido para os futuros vovôs e vovós — O IBGE divulgou recentemente que em 21 anos o número de idosos vai ser maior que o de crianças, chegando à 25,5% da população do país. Hoje essa proporção é de 9,2% de pessoas.

Mas para que este número se concretize, é importante os jovens de hoje em dia adotarem exemplos como o de Dona Aparecida. Quando nossa reportagem buscou personagens para esta matéria, muitas pessoas indicaram a senhora de 86 anos para fazer parte do texto. “Ela é uma gracinha”, “Ela é exemplo de vitalidade e alegria”, “Vocês precisam entrevista a Dona Aparecida”. Estas foram algumas das indicações.

Dona Aparecida comenta que para passar dos 80 anos com saúde e vitalidade, a ponto de ser exemplo para diversas pessoas em Pouso Alegre, três aspectos são essenciais: Ter uma boa alimentação, estar sempre em movimento e praticar exercícios físicos.

“Trabalho na igreja, faço academia, faço dança de salão, dança em grupo. A minha vida é essa. Muitos amigos que me dão muito apoio, me ajudam muito. Não fico em casa sentada. Não dá tempo nem de ver televisão”, exemplifica.

A quase nonagenária destaca ainda a saúde mental e a fé como quesitos importantes para envelhecer bem.

“Passei por muitas provações. De cinco filhos só tenho dois, três filhos eu já devolvi aos céus. O último faz seis meses que eu devolvi e estou aqui, com a maior alegria de viver, com Deus junto comigo, sem ele eu não sou nada”, conta.

Novas oportunidades e estilos de vida

O aumento da população idosa no país tem criado novas oportunidades de negócios e inspirado as pessoas a se preocuparem mais com a velhice. A especialista em Hidroterapia e Dermato Funcional, Dra. Laura Maria Lopes Carrara possui uma clínica que oferece várias atividades e tratamentos para os idosos, entre eles, diversos exercícios na piscina.

Dra. Laura com sua amada neta.
“Na terceira idade, atividade física é fundamental. Eu falo que a água é maravilhosa, e trabalhar com piscina foi a maior realização profissional que eu tive na vida”, diz.

Além de trabalhar com a terceira idade, Dra. Laura já passou dos 60 anos e é outro grande exemplo de saúde, vitalidade e disposição. Ela afirma que o segredo para uma vida longa também é uma boa alimentação, exercícios físicos e felicidade.

“Eu tive na vida o grande prazer de ser avó, e hoje a minha neta tem 12 anos. Isso é algo inexplicável. Só quem é vó sabe o grande amor que a gente tem por um neto”, comenta.

Família é grande benefício de envelhecer, segundo Laura.

Envelhecer bem é ter a sensação de missão cumprida. Isso graças a Deus eu tenho. Eu sempre me considerei uma pessoa muito feliz, eu acho que felicidade vem de tudo o que a gente vive, de todo o convívio com os familiares, com os amigos, com meus filhos e com meu marido”, finaliza.
Like what you read? Give Jornal Domingo a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.