kayua
Published in

kayua

Como escutar a sua intuição

Ouvir a voz que habita a gente é contar com o apoio de reflexões que trazem conhecimento vindo direto da nossa sabedoria interna, algo que não é racional, mas, sim, intuitivo. A escrita terapêutica e o thetahealing são ferramentas de autoconhecimento que podem auxiliar na compreensão e melhor uso dessa capacidade humana.

Segundo o filósofo Henri Bergson, intuição é a nossa experiência interior, indo além do cognitivo e acessando camadas da psique que trazem para a consciência informações que podem ser vividas, mas, se refletidas pelo pensamento racional, perdem sentido.

Um exemplo simples de visualizar esse acontecimento é quando temos que tomar uma decisão: escolher por A ou B. Apesar de termos informações racionais que defendem uma melhor opção, ela nos incomoda e decidimos ir pelo qual não há uma referência lógica, mas sentimos, no nosso íntimo, que aquele é o que deve ser feito.

Esse “sentir” é sútil, mas é possível de se perceber. Quando a decisão é validada, percebemos que o caminho era aquele, mas não sabemos explicar o motivo.

E como a Escrita Terapêutica e o Thetahealing contribuem para que possamos ouvir melhor nossa intuição?

A escrita terapêutica, em sua função de apoiar a ressignificar situações, sejam positivas ou negativas, pode criar um estado de fluxo. Isso significa que abre espaço entre bloqueios conscientes e inconscientes para que tenhamos um momento de iluminação sobre nossos pensamentos e acessamos a nossa voz interna.

Como ferramenta de expressão, é como se a escrita fosse a estrada para a vida que existe no nosso interior pudesse chegar melhor até a gente. A psicoterapeuta Maud Purcell, pioneira da escrita terapêutica, diz que “a escrita acessa o hemisfério esquerdo do cérebro, que é analítico e racional. Enquanto seu cérebro esquerdo está ocupado, seu cérebro direito fica livre para fazer o que faz melhor, ou seja, criar, intuir e sentir. Dessa maneira, a escrita remove bloqueios mentais e nos permite usar mais de nossa inteligência para entender melhor a nós mesmos e ao mundo ao nosso redor. ”

Quando isso acontece, sua escrita entra em um fluxo e sua voz interna pode estar indo para o papel. Com o tempo, você aprende a ouvi-la melhor, pois criou um espaço para que ela exista em você, na sua rotina.

E como o Thetahealing acessa a minha intuição?

O ThetaHealing, como prática meditativa e terapêutica, que identifica e substitui crenças e padrões limitantes em qualquer âmbito da vida — físico, emocional, mental e espiritual — auxilia no reconhecimento dessa voz interna e na liberação de bloqueios que podem estar impedindo a capacidade de utilizar essa habilidade humana, que todos nós temos.

Com o apoio de um terapeuta Thetahealer, é possível investigar como o sistema de crenças atua diante desse tema nos diferentes níveis. É importante compreender que qualquer movimento da nossa vida acontece com o objetivo de nos trazer evolução. Com isso, liberar bloqueios e sistemas que não estejam em sinergia com o nosso momento significa reconhecer que eles agiram da melhor forma que foi possível até aquele instante e, com essa consciência, se abrir para poder ressignificar a sua trajetória.

E como ter a Escrita Terapêutica e o Thetahealing juntos no meu autoconhecimento?

Terapeutas que consideram as duas técnicas como processos complementares podem auxiliar as pessoas nesse momento de identificação dessa capacidade humana. Por meio do Thetahealing, é possível trabalhar a liberação de sistemas de crenças e bloqueios e, com isso, abrir espaço para a melhor conexão com a intuição. Já a escrita, além de criar um espaço de “diálogo” e entendimento dessa voz interna, é possível usá-la para ressignificar conscientemente os padrões e transformar os acontecimentos da vida.

Ouvir a voz que vem do coração é um processo de autoconhecimento profundo e que pode transformar a forma como você enxerga a vida.

Como a gente reúne estas técnicas no nosso trabalho?

Por aqui, trabalhamos sempre equilibrando as energias conscientes e a nossa conexão com essa voz interna para que o processo seja calmo, inspirador e expansivo, dentro do seu ritmo.

Isso acontece por meio de sessões individuais Também é possível vivenciar em nosso Workshop SELFIE: retrato por escrito, que tem o objetivo de mostrar como as narrativas de nossa vida estão nos trazendo informações relevantes sobre quem somos e quem queremos expressar, sempre com foco no nosso bem-estar.

Essa união — Escrita terapêutica e Thetahealing — nasceu do meu processo pessoal de autoconhecimento, que senti uma expansão muito grande de conexão com a minha intuição quando percebi que a semântica das palavras e a forma como eu percebia as minhas crenças na minha vida poderiam ser melhor compreendidas e transformadas unindo energia e a magia que mora na escrita como terapia.

Ficou com alguma dúvida? Entre em contato com a gente.

Confira mais informações no site.

--

--

--

As palavras tem o poder de refletir para nós algum sentido

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store
Edu Alves

Edu Alves

Terapeuta Atendimentos indiviuais e oficinas | Thetahealing | Terapia Multidimensional | Escrita Terapêutica | Arteterapia | Psicodrama

More from Medium

E.26 — Noriya Tarutani: Bucket List

Noriya Tarutani — Executive Director, JETRO

Tongue-in-Cheek User Story: Galley Slave Operations

Highlights from An Event Apart conference

📢✨NO TIME TO WASTE — -H-U-R-R-Y NOW!🚀🚀