“Surpreendo-me como sempre, com a facilidade do ato de partir. O mundo estava, de repente, rico de possibilidades.” Jon Krakauer

sinto uma necessidade imensa da partida. 
partir é melhor que chegar. 
a sensação de abandonar um emprego é muito superior a de conseguir um. 
minha vontade é largar tudo pra trás, sempre. 
a partida me seduz. 
sinto como se tivesse nascido para vagar por aí. 
sem raízes, sem apego, sem destino. 
não que eu não queira criar conexões com pessoas, 
pelo contrário, as quero intensamente 
e o partir me proporciona essas conexões. 
cada lugar uma história. 
novas pessoas. 
novos modos de vida. 
e então, partir para o desconhecido. 
posso afirmar que cada vez que parti, renasci.
mais forte, mais humana e mais eu.

e para os que tem medo da partir,
não se esqueçam: partir é sempre mais fácil quando se parte.
a pré partida pode parecer difícil, depois ela se torna uma mera partida.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.