Guia prático para gerenciamento da raiva

Inspirado por conselhos de Sêneca

O trecho abaixo é uma tradução do texto Seneca on anger: part III (Sêneca e a raiva, parte 3 redigido por Massimo no site How to be a Stoic (Como ser um estoico).

As frases entre [colchetes] são meus comentários para tentar auxiliar o entendimento de algum ponto.


  • Envolva-se em uma meditação preventiva — [Pense sobre quais situações desencadeiam sua raiva e decida antecipadamente como lidar com elas];
  • Verifique a raiva assim que sentir seus sintomas, não espere, ou ela vai sair do controle;
  • Associe-se a pessoas serenas, evite as irritáveis ou com raiva;
  • Toque um instrumento musical ou envolva-se propositadamente com qualquer atividade que relaxe sua mente;
  • Procure ambientes com cores agradáveis, não irritantes;
  • Não se envolva em discussões quando estiver cansado — [Você estará mais inclinado a se irritar e sentir raiva];
  • Não se envolva em discussões quando você está com sede ou com fome — [Você estará mais inclinado a se irritar e sentir raiva];
  • Implante o humor auto-depreciativo —[Exemplo do uso de humor auto-depreciativo quando alguém te insulta pode ser encontrado na Introdução ao Manual de Epicteto, 33, logo abaixo];
Se te disserem que alguém, maldosamente, falou coisas terríveis de ti, não te defendas das coisas ditas, mas responde que “Ele desconhece meus outros defeitos, ou não mencionaria somente esses”.