A importância do Iranduba para a volta da torcida aos Estádios

Por: George Dantas, Luan Felipe, Nicoli Bacelar.

Atualmente, um time em questão tem chamado a atenção nos olhos de quem acompanha o Campeonato Brasileiro Feminino de Futebol. Esse time? O Iranduba.

Depois de uma campanha irretocável na primeira fase, de onde saiu líder e com apenas uma derrota, o time entrou no mata-mata já despachando o Flamengo e se prepara para jogar contra o time do Santos-SP.

O time vem a ser o caçula dentre os 16 times que participam do campeonato, tendo sido fundado em janeiro de 2011 e tendo apenas 6 anos de existência.

O time vem sendo o responsável por trazer o publico de volta para as arquibancadas. Suas duas ultimas partidas quebraram o recorde de publico da historia do Campeonato Brasileiro. Primeiro 15 mil pessoas se fizeram presentes. No segundo jogo, 25 mil pessoas apoiavam o time.

Como já era defendido a muito tempo, o torcedor amazonense ama futebol. Faltava a ele um time para torcer. Em um rápido exercício de memoria, basta voltar a 2010. Naquela temporada, o America foi vice-campeão da Serie D, arrastando grande publico ao estadio. A necessidade de um clube com apelo era grande e, até o momento, vem sendo suprida.

Desde o seu inicio, o futebol feminino já existia dentro do clube, trazendo glorias, tendo conquistado todos os campeonatos estaduais que disputou desde então.

O que mais chama atenção nesse time é o futebol leve praticado por elas. Em um lugar em que não se tem tanta tradição no futebol, o time busca voos maiores nesta temporada, fruto de um trabalho que começou a ser trabalhado mais seriamente com Olavo Dantas e agora tem em Sergio Duarte o seu condutor.

Seu principal diferencial para os times masculinos do Estado vem a ser o investimento na base. Enquanto eles torram dinheiro trazendo jogadores de fora, o Iranduba se fortalece com jogadoras da terra, sem inflar a folha salarial e ainda revelando novos talentos para a região. Com isso, o desenvolvimento do futebol no Amazonas caminha, mesmo que a passos curtos, para uma melhor estrutura de base.

Os Números

Desde que o campeonato assumiu esse atual formato, o time se fez presente em todas as edições, mesmo quando o time ainda estava em formação, acabando por acumular algumas derrotas dentro da competição, até a redenção em 2016.

Para analisar a drástica mudança. De 2013 até 2015, foram 12 jogos disputados, obtendo duas vitórias, dois empates e oito derrotas (22% de aproveitamento).

O clube se reinventa a cada temporada e diferentemente dos clubes masculinos, pensa a longo prazo, garantindo a manutenção de seu elenco e a continuidade para temporadas futuras.

No ano de 2016, com os investimentos sendo mais bem realizados, o Iranduba conquistou em quatro jogos a mesma quantidade de vitórias e empates alcançadas nos três anos anteriores. Um aproveitamento de 67% dos pontos.

Outro alicerce do time vem a ser a sua defesa. Até o momento, eles sofreram 15 gols ao longo do Brasileiro. Um contraponto ao que era praticado em anos anteriores, tendo em vista que em outros anos (2013/10 gols, 2014/13 gols e 2015/15 gols) elas jogaram 6 jogos a menos e tiveram praticamente o mesmo numero de gols sofridos.

Próximos passos

A torcida já foi conquistada, resta agora à manutenção da mesma. O time conseguiu sem grande divulgação por parte da mídia, algo que há muito tempo era tentado, sem êxito. Com a torcida ao lado, tudo fica mais fácil.

A longo prazo, a torcida não deve seguir fiel casos os resultados não apareçam, ou seja, investimentos são necessários, pois, sem torcida não se faz futebol.

Na véspera do jogo, 12 mil ingressos já haviam sido vendidos para a partida. Outros 10 mil foram doados, de acordo com o diretor de futebol do Iranduba, Lauro Tentardini. “Doamos quase 10 mil ingressos, vendemos nas empresas, para amigos, em condomínios e para o torcedor em geral, que compareceu e nos apoiou durante os 90 minutos. Foram 25 mil torcedores na Arena da Amazônia! Na próxima semana vamos para Santos buscar a nossa classificação para a final do Brasileirão!”, escreveu em sua rede social.

Os feitos do Iranduba alçam passos largos, com seu feito sendo repercutido em todo o Brasil, chegando as jogadoras: Marta, eleita 5 vezes melhor do mundo, Mayara Bordin, jogadora do Corinthians, o jornalista Téo José e o próprio time do Santos, que exaltaram o feito em suas redes sociais.

Elas podem colocar o futebol amazonense novamente no mapa. E nossa torcida, tão carente de times que representem a camisa na região, abraçou a causa, tendo em vista os mais de 25 mil torcedores presentes no ultimo jogo, o recorde do campeonato. Avante, Hulk! O Amazonas caminha com você.

Foto: BRUNO KELLY/ALL SPORTS

Fizemos um podcast onde explicamos um pouco essa caminhada do Iranduba, o resultado, você confere no link abaixo.

Nossa equipe também produziu uma reportagem especial sobre as meninas, disponibilizando nosso espaço para as mesmas, sendo colocada em anexo logo abaixo.

Like what you read? Give LABF5 a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.