Marca pessoal: a chave para impulsionar a sua carreira

Quais os primeiros resultados do Google em uma busca pelo seu nome? O que o Google diz sobre você?

Esse é um exercício prático para saber como anda a sua marca pessoal, pós-graduando. Essa busca também é algo que grande parte dos recrutadores fazem ao receber o seu currículo. Será que eles gostariam do que iriam encontrar?

Sua marca pessoal é a sua essência. Também é o que demonstra por que você faz, como você faz e o que você faz isso que te define como profissional.

Uma empresa cuida da sua marca para construir sua imagem, seus valores, para ser reconhecida e para que todos saibam do que ela se trata. Alguns profissionais, como por exemplo designers, também trabalham sua marca pessoal de forma bastante efetiva para consolidar uma identidade, expor trabalhos e mostrar do que são capazes.

Quando o pós-graduando ou pós-graduado participa de uma seleção, é muito importante que o recrutador já saiba quem é o profissional que está considerando trazer para a empresa. Deixar claro seu diferencial e construir credibilidade faz com que se crie confiança, e confiança é a chave para as contratações.

As empresas só irão contratar profissionais nos quais confiam. Logo, o mercado precisa saber que você existe, do contrário, tenha certeza de que todo o conhecimento acumulado não vai levar você longe e a jornada para conseguir se colocar no mercado será sombria.

Agora que você já sabe o que perde se não desenvolver sua marca pessoal, vamos deixar claro porque isso é importante para a carreira de um pós-graduado:

  • Você será lembrado e indicado para vagas;
  • Você será encontrado por recrutadores;
  • Se já estiver desenvolvendo algum trabalho e estiver em busca de crescimento, você será reconhecido pelo que faz;
  • Você irá construir sua autoridade, deixar claro o seu diferencial e o seu propósito;
  • E o mais importante: irá gerar credibilidade e confiança.

A construção de uma marca pessoal pode levar tempo e exige um trabalho diário em cima de quem você é e de quem você quer se tornar. É uma imersão completa. Justamente por isso, sugerimos que você comece agora.

Como fazer? Seja percebido! Existem diversas formas de fazer isso, tanto online quanto offline. Ambas são importantes e a combinação de várias estratégias tornará efetiva a construção da sua marca pessoal.

Construindo sua marca pessoal offline

O primeiro passo é autoconhecimento. Quem você é? Quem você quer ser? Qual a impressão que você deve passar para atingir o seu objetivo de carreira? Mergulhe profundamente dentro dos seus propósitos e encontre respostas para essas perguntas, pois elas são fundamentais para guiar a sua marca pessoal.

Inspire-se em profissionais referência na área. Acompanhe a carreira e as estratégias que eles utilizam. Se eles fizeram e deu certo, use como exemplo para você. Mas tenha cuidado para não tornar-se a cópia de alguém, pois parecerá artificial e não irá refletir verdadeiramente a sua essência.

Frequente lugares que estejam de acordo com a sua marca pessoal. Isso é importante por dois motivos: 1) Porque amplia a sua rede de contatos, tirando você da zona de conforto e fazendo-o conhecer pessoas com metas semelhantes às suas; 2) Porque possibilita mostrar para sua rede os seus interesses, mostrar que você busca conhecer e estar imerso no meio relacionado à sua marca.

Seja verdadeiro e coerente. Estabeleça a marca e viva ela. Seja ela. Respire ela. Essa é uma tarefa muito fácil: apenas seja você e tenha foco em não desviar do objetivo. Uma reputação é baseada em credibilidade e coerência, leva anos para ser construída e instantes para ser destruída. Esteja atento a isso.

Construindo sua marca pessoal online

As redes sociais são geralmente os primeiros resultados do Google para uma busca pelo seu nome. Portanto, trate de alimentá-las com conteúdo relevante que demonstre quem você é.

LinkedIn: se você ainda não tem, faça um. Hoje. Existe um espaço chamado LinkedIn Pulse, que permite que você escreva textos e os divulgue para a sua rede profissional. Essa é uma das principais dicas para quem precisa mostrar seus valores, pontos de vista ou até depoimentos sobre conquistas pessoais.

Medium, o twitter dos textões. Um site para postar textos e conectar-se com quem escreve sobre assuntos do seu interesse.

Blog não é algo ultrapassado. Se o seu último blog na vida foi um blogspot ou algo semelhante, onde você postava banalidades quando adolescente, precisamos desconstruir esse conceito. O blog pode ser a sua vitrine, o seu espaço, o centro de todo o conteúdo que você produzir para mostrar quem é. Seja ele na forma de textos, reflexões, vídeos, depoimentos, recomendações, etc.

Sim, o recrutador vai procurar o seu Facebook. Sabemos que esse é um espaço para expor acontecimentos pessoais, então a dica importante é saber separar o pessoal do profissional, até porque é impossível, chato e cansativo ser profissional o tempo todo, nós sabemos. Essas duas dicas vão ajudar nisso: 1) Torne sua linha do tempo privada; 2) Utilize essa rede também como um espaço para mostrar quem é você e o que você defende. Lembre-se de que a sua rede atual de amigos também faz parte de quem deve entender a sua marca. Você não pode ser uma pessoa no LinkedIn e outra no Facebook, senão vai acabar criando confusão ao invés de confiança.

Acima de tudo, USE essas ferramentas a seu favor. Participe, seja ativo, exponha-se. Apenas falar sobre si torna-se um hábito egocêntrico e narcisista. Elogie outros profissionais, comente sobre fatos do seu interesse, diversifique o foco. Não seja o chato que só sabe falar sobre si.

Trabalhe nisso aos poucos. Uma marca pessoal não se constrói do dia para a noite, até porque você precisa dar tempo para que as pessoas entendam quem você é.

Uma vez construída, como saber se está dando certo? Se estiver, prepare-se para:

  • Ser procurado por gente que você não conhece para conversar sobre algum assunto que você domina;
  • Alguém que você vê pela primeira vez diz que já ouviu falar sobre você;
  • Ter sucesso em processos seletivos;
  • Receber propostas (sejam elas para produzir conteúdo para algum portal, para dar uma palestra ou para aquilo que você mais busca: uma proposta de trabalho).

Se exponha! Você precisa ser percebido. Hoje é um bom dia para começar!



Equipe do LdC