Laudato Si’ e Ecologia Integral

“Tudo está interligado” no compromisso de guardar a Criação inteira

Edição: Jéferson Rodrigues e Rico Machado


Ecologia integral. A grande novidade da Laudato Si’

“A ecologia integral vê todos os fatos e fenômenos interligados. Esse me parece o ponto central de sua construção teórica e prática a cerca da ecologia. Receio que ela não seja entendida pela grande maioria, colonizada mentalmente apenas pelo discurso antropocêntrico de ambientalismo dominante nos meios de comunicação social e infelizmente nos discursos oficiais dos governos e das instituições internacionais como a ONU” — Entrevista especial com Leonardo Boff

Ecologia integral, um olhar científico sobre o conceito

“ As desigualdades sociais acabam provocando também assimetrias quanto ao impacto da degradação ambiental. As camadas mais pobres da população mundial sofrem com mais intensidade os reflexos desses problemas.” — Entrevista especial com Veerabhadran Ramanathan

Ecologia Integral e justiça ambiental no cuidado da “casa comum”

“As discussões acerca dos problemas ambientais não são novidade. Os alertas quanto aos reflexos das ações dos humanos sobre o equilíbrio da natureza têm sido recorrentes nos últimos tempos. Entretanto, o Papa Francisco retoma esse debate de maneira incisiva e traz à tona a essência da crise ecológica: o valor da natureza.” — Entrevista especial com José Roque Junges



Laudato Si’: uma perspectiva sistêmica

“Abre-se uma fundamental e bem posicionada possibilidade de diálogo com abordagens sistêmicas desenvolvidas pelas chamadas ciências do sistema terra, que envolvem a física, a química, a biologia, entre outras” — Entrevista especial com Moema Miranda

“Tudo está em relação, tudo é conexo”

“A perspectiva focal sobre a qual se rege a encíclica é aquela da “ecologia integral”. De um ponto de vista conceitual, o Papa Francisco assume o termo “ecologia” não no significado genérico e frequentemente superficial de alguma preocupação “verde”, mas no sentido bem mais profundo de entendimento de todos os sistemas complexos, cuja compreensão requer que se ponha em primeiro plano a relação das partes singulares entre si e com o todo.” — Reflexão de Giacomo Costa

Laudato Si’: um percurso na Complexidade

“Neste ‘deserto’ atual, pois, eis que surgiu esse texto que vejo bem estruturado, e que responde a esta complexidade! Francisco definiu ‘ecologia integral’, que não é sobretudo, esta ecologia profunda que pretende converter ao culto da Terra e subordinar tudo a ela. Ele mostra que a ecologia toca profundamente as nossas vidas, a nossa civilização, os nossos modos de agir, nossos pensamentos.” — Entrevista com Edgar Morin



Francisco e a metafísica como ecologia integral

“O papa traz uma visão metafísica sobre a globalidade. O papa põe-se na linha do que muitos filósofos aspiram hoje. Esse é o ponto que não está sendo visto.” — Entrevista especial com Manfredo Araújo de Oliveira

A ecologia integral do Papa Francisco

“A mudança indicada é a mudança de um antropocentrismo explorador para um biocentrismo participativo. Esta mudança requer algo além do ambientalismo, que permanece sendo antropocêntrico enquanto tenta limitar os efeitos deletérios da presença humana no meio ambiente” — Reflexão de Dave Pruett

A busca da ecologia integral

A iniciativa do Papa Francisco de unir ciência, política e religião no sentido de uma abordagem ecológica integral é apenas um começo. Esperamos que outras religiões e líderes morais e políticos juntem-se a essa nova sinergia e conduzam as sociedades na direção de soluções justas dos problemas ecológicos e sociais sem perder de vista os valores da pessoa humana e do bem comum”. — Comentário de Marcelo Sánchez Sorondo e Veerabhadran Ramanathan



O encontro feliz da Pachamama com Gaia

“Zaffaroni nos traz uma brilhante e convincente perspectiva, crítica severa por um lado, mas cheia de esperança por outro. Vale lê-lo, estudá-lo e incorporar em nossa compreensão sua visão de uma ecologia holística e profundamente integradora de todos os elementos da natureza e do universo” — Artigo de Leonardo Boff

Outra Ecologia é possível

“A luta de vocês, jovens, por um ensino público de qualidade para todos/as é justa e uma das Grandes Causas da Pátria Grande. A garra que vocês, unidos e organizados, demostram — ocupando escolas no Brasil inteiro e se posicionando contra a PEC 241 (no Senado: PEC 55), que congela gastos públicos em diversas áreas de interesse social, como educação, saúde, infraestrutura, segurança e outros por 20 anos — nos edifica a todos/as e fortalece a nossa esperança num outro Brasil possível e necessário. Continuem firmes!” — Artigo de Marcos Sassatelli

A vida como imperativo cósmico

“Não sabemos como surgiu. O que podemos dizer é que a Terra e o inteiro Universo trabalharam bilhões e bilhões de anos para criar as condições do nascimento desta belíssima criança que é a vida. É frágil porque pode facilmente adoecer e morrer. Mas também é forte, porque nada até hoje, nem os vulcões, nem os terremotos, nem os meteoros, nem as dizimações em massa em eras passadas, conseguiram extingui-la totalmente.” — Artigo de Leonardo Boff

O antitecnocrata Francisco e a encíclica Laudato si’

“O mercado criou desigualdades que o paradigma tecnocrático tende a exacerbar (pense-se na relação entre política e economia na União Europeia desde a sua fundação); o mercado cria injustiças quando se torna a única regra, quase divinizada. Palavras duríssimas estão no texto contra a gestão da crise financeira global de 2007–2008 e a decisão de salvar os bancos a todo custo, cobrando o preço da população.” — Artigo de Massimo Faggioli

Os ecos de Laudato Si’ e o discurso do Papa Francisco no Encontro dos Movimentos Populares em Santa Cruz de la Sierra

“Convida todos a repensar o uso da ‘casa comum’. Isso fica ainda mais claro quando o autor faz a ligação do texto com os discursos e posturas de Francisco na sua recente viagem por países da América Latina, o ‘fim do mundo’— de onde saiu Bergoglio.” — Entrevista especial com Paulo Suess

Atualmente, o mundo não cria desenvolvimento, mas mais pobreza

“ Há 50 anos, o Papa Paulo VI escreveu na Populorum Progressio que o desenvolvimento era o novo nome da paz. Hoje, à luz da encíclica Laudato Si’, na qual Francisco faz um apelo dramático para o cuidado do ambiente, se poderia concluir que o desafio é o desenvolvimento sustentável e integral, que inclui o uso das energias renováveis.” — Entrevista com Marcelo Sánchez Sorondo


Discurso de Francisco aos movimentos populares | Santa Cruz de la Sierra | Acesse o texto clicando aqui

A nova economia tem que estar casada com a ecologia

“A superação das crises ambiental e climática pressupõe uma “nova ética; esta é a principal questão de fundo”, e a solução de tais crises depende de “mudanças de comportamentos.” — Entrevista especial com Carlos Rittl

Uma economia para o cuidado da casa comum

“Focar corretamente aquilo que a encíclica Laudato si’ tem a dizer sobre a economia requer que se repasse o texto ao longo de um dos seus eixos de sustentação.” — Análise de Paolo Foglizzo

Resistências antiextrativistas no coração da prática da ecoteologia

“Na América Latina a aposta é pela ecoteologia através da qual representantes da Igreja exercem sua missão libertadora do homem e da terra. Um dos propósitos é mudar de paradigma, localizar o homem como parte da natureza, integrado a ela, em uma nova relação, já não de dominação, mas de codependência.” — Reportagem de Fernanda Sánchez Jaramillo

A Terra não é nossa. Quem ofende a natureza comete pecado contra Deus’

“‘Carta Encíclica Laudato si’ do Santo Padre Francisco sobre o cuidado da casa comum’. Há o símbolo papal do pontífice argentino, o seu lema (Miserando atque eligendo) e quase 200 páginas de texto com muitas citações e notas. Uma introdução, seis capítulos e duas orações finais.” — Reportagem de Marco Ansaldo

O Deus vivo em perspectiva cósmica

“Mediante algumas considerações críticas sobre implicações da cosmologia contemporânea e da ética ecológica para a teologia da criação, a autora aponta possibilidades para uma reflexão sobre a questão de Deus em perspectiva cósmica.” — Artigo de Elizabeth A. Johnson

“Todas as criaturas são boas”

“A fé bíblica, ao contrário de muitas doutrinas filosóficas e religiosas, sempre reconheceu e constatou que todas as coisas e todas as criaturas (a começar pelo homem) saíram diretamente das mãos de Deus. A Encíclica Laudato Si’, do Papa Francisco, parte do mesmo olhar cristão sobre a Criação. Deste manancial surge a originalidade contundente e persuasiva de suas considerações aplicadas à crise ecológica que ameaça o mundo.” — Reportagem de Gianni Valente



Laudato Si’ e Magistério: um olhar ecológico

“A revista La Civiltà Cattolica dedicou um número sobre a encíclica “verde”, no dia 27 de junho de 2015, com a contribuição de diversos autores, que discutem em linhas gerais as problemáticas possíveis da encíclica: ecologia, destino humano, política e ambiente, religião e crise ecológica, relações da ecologia com o cinema e com a poesia.” — Editorial da revista La Civiltà Cattolica

O núcleo teológico de Laudato Si’

“O papa proporcionou o primeiro grande ensino papal sobre o planejamento urbano, observando, por exemplo, a necessidade de se ‘cuidar dos espaços comuns, dos marcos visuais e das estruturas urbanas que melhoram o nosso sentido de pertença, a nossa sensação de enraizamento, o nosso sentimento de ‘estar em casa’ dentro da cidade que nos envolve e une” — Reflexão de David Cloutier

As convergências entre a Bíblia, a Laudato Si’ e o tempo presente

“No livro do Gênesis não estamos longe dos fundamentos da Ecologia Integral. Porém o que diz o Gênesis em sua linguagem mítica não é primeiramente uma afirmação teológica, trata-se de uma verdade de experiência.” — Entrevista especial com André Wénin


Cultivar e guardar a criação | Portal Kairós

Resgate de uma relação integral entre Deus e a criação

Ao colocar o conceito de ecologia integral como mote que conduz a leitura da Encíclica, “o Papa resgata a interpretação hermenêutica da tradição bíblica manifestativa, onde as relações Deus, homem e natureza estão profundamente imbricadas.” — Entrevista especial com Josafá Carlos de Siqueira

Um texto impregnado de Teilhard de Chardin

“Para Teilhard de Chardin, o cosmo é a casa de Deus, um lugar desejado pelo Criador para sua morada e abrigo de suas criaturas. Esse cosmo, atraído por Cristo, caminha para sua plenitude, que é, nesse sentido, realização da harmonia entre mundo, homem e Deus” — Entrevista especial com Deborah Terezinha de Paula

A crise civilizacional e a resposta de uma teologia ecumênica da criação

As expressões, diz, “conjugam dois aspectos inseparáveis: Louvado seja o Senhor pela beleza da criação, da qual o ser humano faz parte integrante e na qual tem uma responsabilidade especial como criatura: cuidar da mesma.” — Entrevista especial com Guillermo Kerber


Solidariedade universal

A solidariedade universal é a experiência de compreender-se parte de uma totalidade complexa, sem dominações e sobreposições. Essa complementariedade é vivida numa dimensão celebrativa que se realiza num contexto de “conversão ecológica” que implica uma “espiritualidade ecológica”. Esta se deriva não tanto das doutrinas teológicas, mas das motivações que a fé suscita para cuidar da casa comum e “alimentar uma paixão pelo cuidado do mundo”. Leonardo Boff

Laudato Si’: o undécimo mandamento

A mensagem de Francisco é urgente e clara: para nos salvar, nós, humanos, devemos nos salvar junto com a terra. Há anos eu repito a mim mesmo um mandamento que eu coloco ao lado dos mandamentos bíblicos: “Ama a terra como a ti mesmo.” — Reflexão de Enzo Bianchi

“Novos estilos de vida para salvar o mundo e quem o habita”

O Papa afirma ter realizado uma “reflexão simultaneamente jubilosa e dramática”, lembra o autor. Mas “é a alegria que prevalece — e o afirmo como leitor não crente — embora os pressupostos sejam profundamente dolorosos. É a alegria de poder crer numa mudança revolucionária, e numa nova humanidade”. — Reflexão de Carlo Petrini


Show your support

Clapping shows how much you appreciated IHU’s story.